Compras por telefone cresce entre os usuários de internet

Hoje em dia a maioria das pessoas possui um smartphone e boa parte dessas pessoas tem usado o aparelho para fazer compras, seja a mais simples como pedir comida ou mais caras como comprar eletrônicos. Um estudo pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que nos últimos 12 meses, mais da metade (51%) dos internautas fizeram alguma compra por meio de aplicativos. Este valor cresce ainda mais entre a população mais jovem (60%).

A pesquisa mostrar que os produtos mais compraram via aplicativos durante esse período foram os eletrônicos e itens de informática (44%), contratação de serviços de transporte particular (39%), vestuário (36%), ingressos para atividades de lazer (25%), comidas por delivery (24%) e produtos de beleza ou perfumes (23%).

“Comprar direto pelo celular otimiza o tempo, muitas vezes você já está com ele na mão e longe do computador. Desde da época da faculdade eu o uso para compras, seja para adquirir livros de estudo ou roupas. Minha última compra de produto foi mês passado, quando comprei um perfume. Mas em relação a serviço de transporte e entrega de comida, utilizo pelo menos três vezes por semana. O smartphone faclita para a compra desses serviços”, contou a advogada Sthéfanie Rabello, de 26 anos.

A facilidade e a praticidade são o que realmente atraem mais pessoas para a compras pelo celular, de acordo com a pesquisa. Para os entrevistados, a facilidade do acesso é o que mais leva as pessoas a comprarem via aplicativo (52%), seguido de perto pela praticidade e rapidez (49%).

“Os dados da pesquisa não deixam dúvidas quanto ao futuro do e-commerce. Ele passará cada vez mais pelos aplicativos em dispositivos móveis, utilizados não apenas para comunicar-se durante o processo de compra, mas também para adquirir produtos e serviços, pesquisar e comparar preços”, analisou o presidente da CNDL, José Cesar da Costa.

Concebido inicialmente para troca de mensagens pessoais, o WhatsApp vem se tornando também uma plataforma para negócios. De acordo com a mesma pesquisa, 44% dos entrevistados já utilizaram o aplicativo de mensagens para se comunicar com uma loja ou vendedor.

“Após uma compra que fiz em uma loja, o vendedor pediu meu telefone, desde então recebo mensagens com promoções e produtos. Este serviço diferenciado e mais próximo do consumidor realmente é muito bom. Minha namorada também utiliza e muitas vezes manda mensagens para determinada loja parar tirar dúvidas de números e modelos, antes de ir a loja”, contou Felipe Escobar, de 32 anos.

O estudo mostar que o WhatsApp já é o canal favorito dos internautas para se comunicar com as lojas: 27% preferem esse tipo de contato. A opção aparece à frente do telefone, citado por 25% dos entrevistados. No geral, 79% dos entrevistados que já utilizaram o WhatsApp para se comunicar com vendedores consideram importante que os estabelecimentos comerciais ou prestadores de serviços ofereçam ao cliente essa opção. Apenas 7% são contrários a essa necessidade e 13% demonstram indiferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + cinco =