Comitê de Bacia Hidrográfica nega que irá jogar esgoto no Rio Una

Após reportagem exclusiva do jornal A Tribuna sobre a ameaça que o Rio Una sofre pela possibilidade de ser lançado o esgoto in natura no Rio Una, o Comitê de Bacia Hidrográfica das Lagoas de Araruama e Saquarema e dos Rios São João e Una (CBHLSJ) enviou uma resposta através de nota, onde negou que iria fazer tal prática.

Através do diretor-presidente da entidade, Eduardo Gomes Pimenta, o CBHLSJ alega que o que “será lançado, não em Búzios, mas em Cabo Frio,  no córrego malhada; em São Pedro da Aldeia, no córrego Flecheira; e em Iguaba Grande, no córrego Papicu, seriam os efluentes de ESTAÇÕES DE TRATAMENTO  TERCIÁRIAS”. A empresa enfatiza que não se trata de esgoto, mas de “águas tratadas por excelentes estações de  tratamento, como as de Búzios que lançam no canal da Marina, em direção à Praia Rasa”.

 “Outrossim, informamos que os esgotos da margem esquerda do Itajuru, do  Vinhateiro, da Gamboa e do Cajueiro, junto ao Peró, são aduzidos para a ETE Jardim  Esperança, que é primaria, e esse efluente tratado já é lançado no Malhada. As águas da  foz desse afluente, ao chegarem ao Rio Una, estão bem melhores que a próprio deste rio”, prosseguiu o comitê em sua argumentação.

Ainda de acordo com a empresa, esse estudo se encontra em fase de elaboração do escopo do CNHLSJ. Caso seja aprovado pela Câmara Técnica de Monitoramento, então é que será levado para discussão do plenário do comitê. Além disso, será esse estudo que vai os possíveis impactos ambientais na região.

Presidente da Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Alerj visita a região

O presidente da Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Janeiro (Alerj), o deputado estadual Gustavo Schimidt (PSL), esteve na tarde desta quinta (3) no Rio Una. Acompanhado do prefeito de Búzios, Alexandre Martins, dos vereadores Raphael Braga, Gugu de Nair, Victor Santos e Aurélio Barros, e do Conselho Municipal de Meio Ambiente, o parlamentar prometeu tomar as providência cabíveis em defesa da área.

“Como presidente da Comissão seguirei acompanhando de perto e cobrando providências urgentes da Prolagos S/A, concessionária responsável pela situação, para que seja tomadas as devidas medidas que solucionem o problema. Essa é uma situação que já acompanhamos desde nossa atuação na Comissão de Saneamento Ambiental”, destacou Schimidt.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 12 =