Comércio acredita em alta de 10% nas vendas de chocolate em Niterói

Faltando uma semana para a Páscoa, celebrada no próximo domingo (17), o movimento no comércio já está intenso. As lojas estão preparadas para esse incremento nas vendas, que, segundo a Câmara dos Dirigentes Lojistas de Niterói, gira em torno de 5% a 10%. A Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas (Abicab) também tem panorama positivo para a data, já que a produção esse ano foi 6% a mais do que 2021.

Segundo Abicab, as indústrias produziram cerca de 9 mil toneladas de ovos e produtos de Páscoa, o que demonstra uma leve recuperação. O dado positivo comprova que a indústria conseguiu acompanhar a evolução do perfil do público-alvo e a mudança de comportamento, atendendo as necessidades e preferências desse novo consumidor. “Com a flexibilização do isolamento e o avanço da vacinação, há uma tendência de que o consumidor volte a presentear com os produtos sua família e amigos na data, algo tão característico desse feriado, que é comemorado com quem mais amamos”, pontuou Ubiracy Fonsêca, presidente da Abicab.

Essa também é a análise da CDL-Niterói. “O fim da obrigatoriedade das máscaras, retomada da economia e trabalho presencial e a volta das aulas dá uma característica da volta da normalidade. Acreditamos que vamos atingir os 5% de aumento, mas preparados para atingir 10%, com estoque para isso”, garantiu o presidente da CDL-Niterói Luis Vieira.

O presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin), Reinaldo Domingos, deu algumas dicas de como economizar nesse período. “Observe quanto custa uma barra de chocolate e um ovo de Páscoa, ambos da mesma marca, avaliando a quantidade de produto que vem em cada um. Agir por impulso é algo que pode levar ao comprometimento das finanças, portanto reflita sobre a importância de comprar algo caro, perecível e que representa apenas uma única data do ano. Caso a intenção seja comprar e presentar toda a família, procure ser consciente e buscar alternativas mais econômicas”, contou.

As lojas estão abastecidas de chocolates em diferentes formas. Mas a dica do especialista em finanças deve ser lembrada na hora das compras. Por exemplo, um ovo do Kit Kat com 332 gramas está sendo vendido por R$ 49,99. Já cada “barrinha” do mesmo chocolate está sendo vendida por R$ 3,39 com 41,5 gramas. Ou seja, para atingir a mesma quantidade de 332g do ovo de chocolate é preciso comprar 8 barrinhas, o que daria R$ 27,12 ou R$ 22,87 de diferença. Se esse dinheiro economizado fosse investido em mais chocolate, daria para comprar mais 6 barras.

O especialista ainda frisou que trocar os ovos de marca por caseiros, que também possuem boa qualidade e não carregam o “status” da marca, pode ser uma boa opção. “Muitas pessoas se dedicam à produção de chocolates caseiros na Páscoa, portanto aproveite a oportunidade para economizar e valorizar o trabalho de seus conhecidos”, contou Reinaldo.

É justamente o que Gabriela Sidi, da Confeitaria Sidilícias, está fazendo. A agenda está aberta para encomendas, que podem ser feitas até a próxima quarta-feira (13). Ovos artesanais, recheados, mini-ovos, além de trufas e kit confeiteiro onde a pessoa ‘confeita’ o próprio chocolate com granulados e muito chocolate. “Além de valorizar o trabalho artesanal eu consigo passar mais carinho, qualidade, amor e verdade nesse preparo. eu valorizo muito entregar um produto que eu gostaria de receber. Isso vai desde a escolha da matéria prima de qualidade até o fechamento da embalagem”, pontuou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.