Comerciantes sentem baixa nas vendas das ‘cinquentinhas’

Raquel Morais

Com a obrigatoriedade da Carteira Nacional de Habilitação na categoria “A” ou Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC) e do emplacamento das conhecidas ‘cinquentinhas’, os comerciantes do setor percebem a queda na procura pela motocicleta. Classificada de ciclomotor, o tipo de transporte é adorado pelos niteroienses, mas as exigências estão dificultando a circulação na cidade.

A empresária da HighTech Motos, em São Lourenço, Kilsa Alves, de 48 anos, confessa que fez contato com uma revendedora dessas ‘motinhas’, mas não achou viável a aquisição para seu comércio. “É um tipo de moto que é bem mais barata, mais fácil de vender, porém tem pontos negativos que pesam mais, como defeitos. Essas cinquentinhas dão muito problema e não teríamos como suprir isso tudo através da garantia”, explicou.

A comerciante ainda reforçou que a procura pelo meio de transporte é muito grande, mas que há alguns meses essa frequência diminuiu. “Não estão mais procurando como estavam e acredito fielmente que essas exigências estão relacionadas à queda. Niterói é uma cidade muito ordenada no quesito trânsito então quem não quer seguir as normas acaba deixando de investir”, reforçou Kilsa.

Em outra loja de motos na Zona Norte a venda também apresentou queda desde o início do ano. “Temos alguns modelos para venda mas o movimento está fraco. São motos bem mais baratas e as pessoas conseguem comprar até com uns R$ 4 mil, mas a possibilidade de perder a moto em um blitz é muito grande”, explicou um vendedor que não quis se identificar.

Motos - Cinquentinha

Segundo Ministério das Cidades a Lei nº 13.281/2016 trouxe uma nova redação ao artigo 162 do Código de Trânsito Brasileiro, que entrou em vigor em 1º de novembro, da seguinte forma: dirigir veículo sem possuir Carteira Nacional de Habilitação, Permissão para Dirigir ou Autorização para Conduzir Ciclomotor é uma infração gravíssima com aplicação de multa e retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *