Começam os trabalhos no barracão das escolas de Niterói

Raquel Morais –

Após a liberação da subvenção para as escolas de samba de carnaval de Niterói, feita segunda e terça-feira passada, os trabalhos no barracão, no Centro de Niterói, finalmente começaram. Ontem o dia foi de muita arrumação e organização do grande galpão que está sendo dividido para 16 escolas, de um total de 26 agremiações. Os representantes das agremiações dividem o espaço e os primeiros trabalhos estão sendo feitos na parte de ferragens das alegorias.

O diretor de eventos e lazer da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), João Teixeira, confirmou que na última segunda-feira a subvenção foi liberada para 14 escolas, ontem mais 11 receberam a verba e apenas uma está aguardando a liberação da subvenção.

“A liberação foi acontecendo em ordem de prioridade para quem entregou as documentações exigidas primeiro. Vamos ter uma linda festa na cidade e os trabalhos no barracão começaram com tudo”, contou. A Neltur esclareceu em nota que as agremiações que desfilarão na Rua da Conceição receberam subvenção de R$ 97,5 mil (grupo A); R$ 57,8 mil (grupo B); e R$ 31,2 mil (grupo C), cada.

“Agora vamos fazer o carnaval na cidade. Todo ano passamos por esse problema na demora na liberação da subvenção e nem por isso deixamos de fazer a festa. Então os niteroienses podem esperar um carnaval bem bonito”, contou o presidente da União das Escolas de Samba e Blocos de Niterói (UESBN), Luciano Deodato.

O presidente da escola Combinado do Amor, de 1938, Carlos Rodrigues, disse que a agremiação vai cruzar a Rua da Conceição defendendo um enredo em homenagem ao Instituto Vital Brazil (IVB). Ele está acompanhando de perto o trabalho no barracão, com a arrumação dos dois quadripés e um carro principal.

“Vamos levar 500 pessoas no desfile e abusar de muita cor, brilho e vontade de fazer carnaval. Vamos relatar e homenagear o Instituto e vamos ter alas de cobras, aranhas e escorpiões”, adiantou.

Dividindo o galpão, a caçulinha de Niterói, Alegria da Zona Norte, também está com um carro quadripé e um tripé sendo restaurado. A campeã do carnaval 2018 vai homenagear a África.

“Vamos trazer as nossas origens para o carnaval, a força da mulher negra, o combate ao racismo e o empoderamento feminino. Estamos trabalhando pesado para essa festa com uma equipe pequena e integrada”, contou o presidente da escola do Fonseca, Ubiratan Porcínia, conhecido como Bira Alegria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − nove =