Começa segunda etapa da campanha de vacinação contra o sarampo

Wellington Serrano –

Teve início ontem a segunda fase da campanha de vacinação contra o sarampo. Desta vez, o público-alvo são jovens de 20 a 29 anos. A dose pode ser tomada em qualquer sala de vacinação, de acordo com o horário de funcionamento das unidades de saúde. A primeira fase da campanha aconteceu no mês passado e foi direcionada a crianças entre 6 meses de idade e 4 anos. O Estado do Rio de Janeiro registrou 117 casos de sarampo em 2019. A campanha segue até o dia 30, data marcada para o Dia D.

A vacina tríplice viral, além de prevenir o sarampo, combate a rubéola e a caxumba. Todas as pessoas, de 1 a 29 anos, que não tenham sido imunizadas devem tomar duas doses, com intervalo de 30 dias. Para aqueles com idade entre 30 e 49 anos, uma aplicação. A orientação da Secretaria de Saúde é que de os pacientes levem o cartão de vacina, mas, caso não tenham o documento e não lembrem te de ter tomado, compareçam aos postos.

O auxiliar técnico Renato da Conceição, de 29 anos, tomou a dose na tarde de ontem na Policlínica Regional Carlos Antônio da Silva, no Centro de Niterói, que já havia vacinado cerca de 30 pessoas. “Eu acho que todo mundo deveria ter mais consciência em relação a manter as vacinas em dia. Isso é de suma importância para prevenirmos doenças”, comentou.

Segundo a enfermeira Ana Beatriz Fontes, os locais de vacinação na unidade já se atentam para o aumento do número de pacientes adultos. “Hoje aqui foi movimentado e, apesar de ser o primeiro dia, já houve uma procura maior da vacina”, disse.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), que promove a Campanha em parceria com o Ministério da Saúde, disse que entre os objetivos são ampliar a cobertura vacinal e atualizar a caderneta de vacinação, garantindo que esse grupo esteja com a imunização em dia.
O esquema vacinal contra o sarampo está previsto no Calendário Nacional de Imunização e é oferecido durante todo o ano na rede pública de saúde para as faixas etárias recomendadas.

“A vacinação é forma mais eficaz de prevenção contra o sarampo. É fundamental se vacinar para se proteger dessa doença que tem alto índice de contágio e evitarmos o avanço pelo estado”, explica o secretário Edmar Santos.

Os casos neste ano foram notificados em Angra dos Reis (1), Belford Roxo (6), Cabo Frio (1), Casemiro de Abreu (1), Duque de Caxias (36), Itaguaí (1), Magé (1), Nilópolis (2), Niterói (2), Nova Iguaçu (9), Paraty (12), Resende (1), Rio das Ostras (2), Rio de Janeiro (31), São João de Meriti (10) e Saquarema (1).

Sintomas
Os principais sintomas do sarampo são mal-estar geral, febre, tosse, coriza e manchas brancas na mucosa oral. A doença também provoca conjuntivite e se caracteriza por apresentar manchas vermelhas que aparecem no rosto e se espalham por todo o corpo. O sarampo é uma doença que passa com facilidade de uma pessoa para outra por meio da fala, tosse e espirro.

Contraindicações
Pessoas com suspeita de sarampo, gestantes, crianças com menos de 6 meses e imunocomprometidos não devem receber a vacina. Pessoas com alergia à proteína lactoalbumina, presente no leite de vaca, devem informar ao profissional de saúde no posto de vacinação para que recebam a dose feita sem esse componente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *