Começa a Campanha Nacional de Vacinação em todo o país

Augusto Aguiar

Começou nesta segunda-feira (19), em todo país, a Campanha Nacional de Atualização das Cadernetas de Vacinação e até o dia 30 de setembro, mais de 200 postos das secretarias municipais de saúde (SMSs) vão disponibilizar todas as vacinas do calendário básico da criança e do adolescente. Ao todo serão cerca de 350 mil profissionais Os horários de atendimento são de 08 às 17 horas, sendo que o Dia D de mobilização nacional está marcado para o próximo sábado (24), quando os postos estarão abertos para atendimento para quem tiver dificuldades de comparecer em horário comercial. O público-alvo são as crianças menores de 5 anos e crianças e adolescentes de 9 a 15 anos.

A SMS recomenda que pais e responsáveis levem aos postos a Caderneta de Vacinação da Criança e do Adolescente, ou algum comprovante da situação das vacinas do menor. Os documentos serão avaliados pelas equipes de saúde e eventuais doses que não tenham sido feitas na época indicada serão aplicadas. Estão disponíveis para crianças menores de 5 anos que precisem completar os esquemas de imunização, as vacinas: BCG, Pentavalente, Rotavírus, Pneumo 10, Meningo C, Tríplice Viral, DTP infantil, contra varicela, contra poliomielite (VIP e VOPb), contra hepatite A, contra a hepatite B, entre outras. Também haverá aplicação da segunda dose da vacina contra influenza especificamente para crianças que receberam a primeira dose durante a campanha de maio e ainda precisem completar o esquema vacinal com a segunda dose.

Para o grupo de adolescentes de 9 e 14 anos, estarão disponíveis as seguintes vacinas: Tríplice Viral, Dupla Adulto, contra hepatite B e contra HPV; esta última específica para as meninas. A vacinação não terá meta a ser alcançada, uma vez que se trata de completaras vacinas das crianças e adolescentes que eventualmente estejam em aberto. Devido a mudanças no esquema de vacinação contra a poliomielite, a recomendação do Ministério da Saúde para a Vacina Oral Poliomielite (VOP) será vacinar apenas as crianças que ainda não tenham completado as duas doses de reforço desta vacina. Será, portanto, uma vacinação seletiva e não generalizada para a faixa etária, como ocorria em outros anos. O total de doses de todas as unidades da federação são de 26,8 milhões, incluindo 7,6 milhões para vacinação de rotina e e 19,2 milhões de doses extras.

Na cidade de Niterói, apesar da Assessoria de Comunicação explicar que foi decidido não informar um balanço diário da procura pelos postos de vacinação, na Policlínica Carlos Antônio da Silva, situada na Avenida Jansen de Melo, esquina com Rua Professor Heitor Carrilho, até às 12 horas de ontem, pelo menos 15 pessoas procuraram a unidade hospitalar. A unidades, de acordo com informes, em época de vacinação é considerada a segunda em termos de procura. Também segundo informações de pacientes do local, essa procura de aumentar ao longo da semana e a aproximação com o chamado Dia D da campanha.

Procura foi grande em São Gonçalo
Centenas de pais atenderam ao chamado e procuraram ontem um dos 70 postos integrados a Campanha Nacional de Multivacinação em São Gonçalo. A meta da secretaria de Saúde é vacinar todas as crianças com menos de 5 anos e os adolescentes de 10 a 15 anos incompletos. “Durante a campanha é fundamental que toda a população nas faixas etárias estabelecidas compareça aos serviços de saúde, levando a caderneta de vacinação. Com essa campanha, o Ministério da Saúde espera a redução das doenças imunopreveníveis, e assim diminuir o abandono à vacinação”, declarou o secretário de Saúde, Dimas Gadelha. Até o dia 30 de setembro, tendo o dia 24 como o Dia D de Mobilização Nacional, estarão disponíveis durante a campanha as vacinas da rotina previstas no Calendário Nacional de Vacinação. Um dos postos de vacinação mais procurados da cidade foi o Centro de Saúde Washington Luiz, no Zé Garoto. Dezenas de pais chegaram cedo para imunizar seus filhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *