Combate às zoonoses é tema de debate na Câmara de Niterói

Na noite de ontem (24), a Câmara Municipal de Niterói realizou uma audiência pública para debater políticas públicas de prevenção e combate às zoonoses, doenças que podem ser transmitidas de animais para pessoas, e são causadas por fungos, bactérias, vírus e parasitas.

O debate contou com a presença do Marcelo Queiroz, Secretário de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do Rio de Janeiro, Rafael Robertson, Secretário de Meio Ambiente de Niterói, Francisco de Faria, Chefe do Departamento de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses, do Professor da UFF e médico veterinário Flávio Moutinho, do Chefe do CCZ Fábio Vilas-Boas, além de outros representantes de faculdades, protetores, membros da OAB e ONGs também participaram da discussão.

Idealizador da audiência e presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Animais da Câmara, o vereador Daniel Marques (DEM) se mostrou animado com o resultado da reunião:

“A pauta precisa de visibilidade, e esse foi o primeiro passo para cobrarmos ações e apresentarmos sugestões ao Executivo. Discutir o assunto é debater saúde pública. Precisamos que o município faça a sua parte e ajude o cidadão no combate às zoonoses. As pessoas estão sofrendo com essas doenças. O tratamento é muito complicado, longo e caro. O apoio do governo não é favor, é obrigação”, declarou Marques.

Outro ponto importante debatido foi a necessidade de contarmos com um Hospital Público Veterinário e de uma casa de passagem para animais em Niterói:

“Temos o privilégio de contar com a UFF em nossa cidade que já se mostrou disposta a ajudar e em 0fazer uma parceria com o município para atender os animais de forma gratuita. Resende está aí para servir de exemplo. Com pouco investimento, eles montaram uma estrutura fantástica para receber esses animais”, salientou o vereador.

Durante a audiência, exemplos reais de zoonoses na cidade foram apresentados. Pessoas que lutam, diariamente, parar curar seus próprios animais de estimação sem nenhum tipo de ajuda. Em alguns casos, os próprios tutores foram contaminados pela doença.

O Deputado Federal por São Paulo, Ricardo Izar (PP), participou da audiência de forma virtual, e também fez a sua contribuição para o tema:

“Já sabemos que a cada R$ 1 investido no combate às zoonoses, conseguimos economizar R$ 27 em saúde pública. Por isso, debater políticas públicas de combate e prevenção é tão importante também no aspecto econômico”, comentou Izar.

A audiência foi realizada de forma presencial e virtual, respeitando todos os protocolos de segurança, e virtual, onde os cidadãos puderam dar a sua opinião ou sugestão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 9 =