Com subnotificações Brasil já estaria em 600 mil mortes

Um estudo divulgado na quinta-feira (6) pelo Instituto de Métricas e Avaliação em Saúde (IHME, na sigla em inglês) da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, informou que o Brasil já atingiu 595,9 mil mortos pelo coronavírus. Isso chega a 46 % a mais do que as estatísticas oficiais.

Conforme os pesquisadores, quando as estatísticas oficiais informavam 408.680 mil vítimas da covid-19 no Brasil, o que ocorreu na última terça-feira (3), o número real era de 595.903 óbitos. Os números mais recentes, de quarta-feira (5), apontam 414,4 mil óbitos pela doença no Brasil.

Na menção ao Brasil, o estudo afirma que “há claro e significativo registro tardio de mortes desde junho de 2020”. Na prática, a cada 100 óbitos por coronavírus no país, há 146.

Segundo a análise, o coronavírus causou 6,9 milhões de mortes durante a pandemia, mais do que o dobro reportado pelas estatísticas oficiais dos países. A subnotificação das vítimas, dizem os cientistas, é uma constante em praticamente todas as nações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × 1 =