Com contingente reforçado PRF reprime roubo de carga

Augusto Aguiar –

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) passou a intensificar nesta quarta-feira (12) suas ações no Rio com objetivo de reprimir o roubo de cargas nas rodovias federais que cortam o estado. O reforço no contingente, denominado Operação Égide, chegou ao Rio e se subdividiu entre o patrulhamento nas rodovias Niterói-Manilha, Presidente Dutra, e Washington Luis, com 380 homens, oriundos de várias partes do país e permanecerão no estado por um prazo estimado em 18 meses.

De acordo como Núcleo de Comunicação da PRF, ontem e hoje os policiais do reforço farão trabalho de ambientação com os policiais locais, para conhecimento dos trechos das principais rodovias federais do estado. Amanhã, os patrulheiros deslocados para o Rio atuarão de forma efetiva e ficarão localizados nos trechos de maior ocorrência de criminalidade nas rodovias. As ações estão sendo coordenadas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e contarão, além dos 380 agentes, com 104 viaturas, 24 motocicletas, sete cães farejadores e dois helicópteros, que se somam ao efetivo já atuante. De acordo com levantamento, o principal alvo da Operação Égide é o combate ao roubo de carga, onde no mês de maio foram registrados 1.037 ocorrências em todo o estado, número que superou em cerca de 50% a incidência no ano passado. José Roberto de Lima, superintendente da PRF no Rio, disse que o objetivo é reduzir a zero o roubo nas rodovias, explicando que os agentes trabalharão a princípio formando “cinturões”.

O corte no orçamento da PRF foi de cerca de 40% no país, mas a Operação Égide um aporte extra de R$ 19 milhões, do Ministério da Justiça. Vale lembrar ainda que junto da PRF, também atuarão agentes da Força Nacional (em torno de 60 homens). Barreiras policiais também serão montadas nas divisas do estado, tendo como meta conter a entrada de armas e drogas no Rio. No caso específico da BR-101, a Polícia Militar já compõe esse trabalho, desenvolvendo ações conjuntas.

A ação desencadeada pela PRF e o reforço de contingente agradou ao Sindicato das Empresas de Transporte de Carga, que acredita na redução dos índices alarmantes ataques criminosos a cargas nas rodovias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × um =