Com aumento do preço dos alimentos, redução de impostos sobre jogos e videogames é anunciada

Um novo decreto editado pelo presidente Jair Bolsonaro, reduz as alíquotas de Importo sobre Produtos Industrializados incidente sobre jogos eletrônicos e acessórios. A medida entrou em vigor ontem (11) e foi criticada nas redes sociais até por alguns membros da comunidade ‘gamer’. 

“Arroz subiu 48%, feijão, 22%. mas o videogame tem menos imposto. Cadê as receitas de ps5 ao molho de madeira, resident evil al dente, call of duty no alho?”, escreveu um.

Com a medida, a redução das alíquotas do IPI sobre consoles e máquinas de jogos de vídeo cairá de 30% para 20%. Já no caso de acessórios e partes de consoles e máquinas de vídeo cujas imagens são reproduzidas em tela, a redução será de 22% para 12%.

“A gente indo no mercado tendo que pensar no que comprar pra comer pq tem pouco ou quase nenhum dinheiro e as autoridades preocupadas com imposto de videogame… pra que comer quando vc tem um ps5 na mesa né? Realmente muito bom, uau”, criticou outra internauta. 

O decreto também abrange maquinas de jogos de vídeo com tela incorporada, portáteis ou não, e suas partes. Nesse caso, o imposto que era de 6% foi zerado. No início do governo, essas alíquotas eram de 50%, 40% e 20% respectivamente. 

De acordo com a Secretaria Geral da Presidência da República, a medida tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento do setor no país.

Esta é a terceira redução de de impostos no setor de jogos eletrônicos desde o início do governo. Em dois decretos anteriores, em 2019 e 2020, Bolsonaro já havia reduzido as tarifas. 

O governo informou que essa desoneração vai implicar em uma redução de arrecadação de R$ 82,9 milhões em 2021 e R$119,5 milhões em 2022.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.