Clima permanece tenso em antigas áreas dominadas por Pivete

Passadas mais de 24 horas desde a morte do traficante Leilson Ferreira Fernandes, o Pivete, o clima ainda é de tensão nas regiões do Pita, Santa Catarina e Barro Vermelho, em São Gonçalo. Nesses bairros estão localizadas as áreas em que o criminoso ditava as regras. São elas a Rua da Feira, Coreis e Zumbi. Pivete morreu, na noite de quarta-feira (8), em confronto com policiais militares.

Na tarde dessa quinta-feira (9), moradores denunciaram que criminosos da região determinaram luto forçado devido à morte de Pivete, determinando o fechamento de comércio e esvaziamento das ruas. A reportagem de A TRIBUNA recebeu vídeos retratando que grande parte do comércio nos bairros citados anteriormente estava de portas fechadas.

Para evitar ações do tipo, desde a madrugada seguinte à morte de Pivete, o 7º BPM (São Gonçalo) permanece com policiamento intensificado nos arredores das antigas áreas de domínio do traficante. De acordo com o comandante da unidade, tenente-coronel Aristheu de Góes, o reforço no patrulhamento seguirá por tempo indeterminado. A PM também apura quem será o membro da organização criminosa que irá suceder Pivete.

“Estamos com o policiamento reforçado na região. Não tem prazo definido [para encerramento do patrulhamento especial]”, disse o tenente-coronel Aristheu. É importante ressaltar que Pivete morreu durante ação de policiais do batalhão, que receberam denúncia de uma possível reunião, no bairro do Engenho Pequeno, onde estaria com seus comparsas.

PM enviou ao local um grande contingente para apurar a informação, prevendo eventuais ataques. Foram dois Grupamentos de Ações Táticas (GATs), Serviço Reservado (P2), além de outras duas equipes do batalhão. Ainda segundo informações dos agentes, no local havia aproximadamente 20 criminosos, armados com fuzis e pistolas, que teriam recebido os agentes a tiros. Os policiais revidaram. Houve uma intensa troca de tiros na qual seis suspeitos foram baleados, entre eles Pivete.

Fogos de artifício

Na noite dessa quinta-feira, pessoas ligadas a Pivete fizeram uma homenagem ao traficante, com direito a fogos de artifício. Vídeos que mostram a queima de fogos foram publicados em perfis nas redes sociais ligados ao Comando Vermelho, facção criminosa ao qual Pivete era ligado. Nas filmagens, também é possível observar a frase “PVT Eterno”, em referência ao criminoso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + 8 =