Clima de feriado prolongado em Niterói após festa da virada

Se para alguns o primeiro dia útil de 2019 começou nesta terça-feira (02), para muitos niteroienses a cidade ainda está em clima de festa com praias cheias e muita disposição para atividade física. Enquanto muitos trabalham para a organização de Niterói, inclusive desmontando o palco da atração principal na Praia de Icaraí, tem muita gente curtindo o sol e emendando o feriadão com o próximo final de semana. O Réveillon na cidade reuniu cerca de 500 mil pessoas que assistiram a queima de fogos e o fim da festa teve números expressivos, como por exemplo, a retirada de 50 toneladas de lixo pelos agentes da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin).

O casal de advogados Cinthia e Alexandre Carneiro, moram no Bairro de Fátima, e tiraram a quarta-feira para praticar atividades físicas.

“Vamos ao longo dessa semana descansar para voltar ao trabalho na semana que vem. Gostamos de fazer exercícios, pegar sol, entrar no mar e curtir esses momentos com a natureza. A virada do ano aconteceu no meio da semana e quebrou esse ritmo. Acho que na verdade o ano só começa de verdade na semana que vem e vamos curtir os próximos dias”, brincou a niteroiense.

Nas primeiras horas da manhã de terça-feira os funcionários da Clin já estavam em diversos pontos da cidade terminando de limpar, principalmente as areias das praias de Icaraí e das Flechas. Foram retiradas cerca de 50 toneladas de lixo por 700 funcionários da companhia, em sua maioria garrafas plásticas e latas de alumínio. Mas segundo a professora Ana Lúcia Ribeiro, 60 anos, faltou um pouco mais de organização no decorrer da festa. A quantidade de banheiros químicos foi insuficiente, as pessoas urinavam nas areias e nas ruas transversais de Icaraí, o uso indiscriminado de drogas também foi um ponto negativo para a festa.

“Eu fiquei incomodada com essa situação. Também me chamou atenção a quantidade de jovens usando drogas e se embriagando. A ambulância não tinha como passar para socorrer as pessoas que estavam passando mal. Faltou logística”, reclamou.

De acordo com dados da Prefeitura de Niterói, não houve nenhum registro de ocorrência grave e cerca de 450 guardas municipais fizeram o patrulhamento no Réveillon em toda a cidade. Durante o período do show, foram feitos 54 atendimentos nos três postos médicos de grande porte, sendo a maioria das ocorrências leves. De acordo com a Polícia Militar (PM), um efetivo de cerca de 615 policiais foi distribuído de forma estratégica na cidade. A PM disponibilizou 12 torres de observação na praia, além do monitoramento das câmeras da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *