Cláudio Castro garante ‘Governo Presente’ em Niterói, SG e Itaboraí

Vítor d’Avila

O governador em exercício Cláudio Castro garantiu que o programa “Governo Presente” em breve irá passar por cidades como Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá. O anúncio foi feito durante cerimônia de inauguração do posto do Sintema Nacional de Emprego (Sine), na quinta-feira (25), no Centro de Niterói.

“O Governo Presente vai atingir todas as regiões do estado. A ideia é que, em 12 meses do ano, a gente possa estar nas dez regiões em dez meses. Começou na Região Serrana, semana que vem tem Baixada, no fim do mês o Noroeste e já estamos vendo a agenda para trazer para essa região de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e também Região dos Lagos. A síntese disso é que o Estado não pertence à capital, então a ideia é que uma semana, três, quatro ou cinco dias no mês a gente tenha a sede do Estado em outro local”, disse.

Castro também descartou que novas medidas restritivas mais rígidas, em relação ao novo coronavírus, sejam tomadas neste momento. De acordo com ele, a ocupação de leitos voltados para tratamento da covid-19 na rede estadual é satisfatória. Entretanto, o governador em exercício reiterou a necessidade principalmente do uso da máscara.

“A nossa taxa de ocupação de leitos (de enfermaria) está em 45% e a de CTIs de 57%. Ainda não há necessidades de medidas restritivas. Se tiver, nós vamos estudar. Mas com essa taxa de ocupação com certeza não há. Continuaremos o trabalho rigoroso contra as festas que não respeitam (as medidas de isolamento), contra quem está fazendo aglomeração. Estamos anulando mais uma campanha para que as pessoas usem máscaras e álcool em gel. Estive em Brasília também reiterando o compromisso pela vacina”, explicou.

Cláudio castro também explicou que o Rio de Janeiro não tem intenção de adquirir vacinas contra a covid-19, após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir autorizar a compra por Estados e Municípios. Ele apontou a situação econômica delicada como uma das causas, ressaltando que o Ministério da Saúde já negociou a compra de todas as doses disponíveis no momento.

“Hoje está tudo comprado, o estado que vier comprar vai ter que ir para o fim da fila. A Fiocruz já começou a produzir e o Butantan também. (Não podemos) pegar um Estado que tem 20 bi de deficit e ainda gastar dinheiro comprando algo que o Ministério da Saúde vai comprar. O prazo ainda está em tempo, a gente tem que ter responsabilidade. Isso não é política, é técnica. Vacina para o nosso governo é uma questão técnica e não vou fazer politicagem com isso”, reiterou.

Inauguração do Sine

O posto do Sine, inaugurado quinta-feira (25), na Avenida Feliciano Sodré, é fruto de um termo de cooperação entre a Secretaria de Estado de Trabalho e Renda e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Niterói. Além do governador em exercício, participaram da cerimônia autoridades como o prefeito Axel Grael (PDT); o vice Paulo Bagueira (SD); o secretário estadual de Trabalho e Renda coronel Paulo Teixeira; e o secretário municipal de Desenvolvimento, Américo Diniz.

A cerimônia foi aberta por volta de 12h. Em ato simbólico, foi entregue carta de encaminhamento para as primeiras cinco pessoas atendidas pelo posto do Sine. Em seu discurso, Cláudio Castro destacou a importância do projeto para a cidade e, além disso, falou sobre a necessidade do auxílio emergencial Supera Rio, aprovado na terça-feira (23) pela Alerj, e que tem o apoio do Poder Executivo.

“Quando o parlamento abre mão de uma convicção histórica para pegar esse dinheiro e colocar num auxílio desses, mostra altruísmo. Ontem (quarta-feira 24) falava que esse auxílio tem que ser algo finito porque o que a gente tem que trabalhar é o desenvolvimento econômico para a geração de renda, riquezas e emprego. Uma política tributária melhor, de segurança melhor e de qualificação profissional melhor. É um discurso extremamente complexo que irá demandar muita articulação interna. Nosso compromisso é muito maior do que abrir um espaço como o Sine e colocar um auxílio. Todos estamos numa linha única, do equilíbrio, diálogo e parceria”, pontuou o governador em exercício.

Axel Grael disse que o posto servirá para auxiliar na recuperação econômica da cidade, proporcionando geração de emprego. O prefeito também lembrou dos programas sociais criados pela prefeitura para ajudar pessoas em vulnerabilidade social e empresas a superar as dificuldades impostas pela pandemia.

“Nós estamos ajudando a superar um dos grandes dramas que estamos vivendo no país, que é o desemprego em função da pandemia. Vivemos também há alguns anos, no nosso país, uma crise econômica. Há numa grande necessidade de apoio das instituições públicas para fazer com que essas pessoas que estão buscando oportunidades e as empresas que abrem essas oportunidades, que um encontre o outro. Esse é o grande objetivo do Sine. Eu vi com muita satisfação a decisão dos deputados junto com o Governo do Estado de criar uma renda básica. Estamos desde abril com o programa de Renda Básica Temporária, que beneficia cerca de 50 mil famílias em Niterói, e um programa de apoio a empresas através do Empresa Cidadã. Com isso, estamos protegendo empregos e com o Sine teremos a oportunidade de fazer com que a cidade avance ainda mais no enfrentamento ao desemprego”, orgulhou-se.

Já Paulo Teixeira também ressaltou que, além de Niterói, municípios vizinhos também podem ser beneficiados pelo Sine na cidade. “Temos procurado inaugurar pontos nos municípios que atendam ao trabalhador. Estamos atendendo um anseio antigo de Niterói. Hoje, na inauguração desse posto, certamente nós estaremos resolvendo a situação de muitas pessoas daqui e dos municípios no entorno. Há uma necessidade enorme de as pessoas procurarem postos do Sine e muitas vezes não encontram, tendo inclusive que viajar a municípios vizinhos, para tentar conseguir uma porta de emprego”, destacou.

O Sine é um programa do Governo Federal, administrado, no Rio de Janeiro, pela Secretaria de Trabalho e Renda (Setrab). Em todo o estado já existem 44 postos, sendo 28 localizados na Região Metropolitana. As unidades oferecem oportunidade de emprego e orientação para os cidadãos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

doze − três =