Civil reforça aparato de segurança após morte de agente no Jacarezinho

Após a morte do policial civil André Frias, que era lotado na Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), a Polícia Civil anunciou que irá fortalecer o aparato de segurança de seus agentes. A Secretaria de Estado de Polícia Civil (Sepol) do Rio de Janeiro adquiriu dois mil coletes à prova de balas de alta performance.

Os equipamentos possuem certificação internacional, são dotados de proteção para todos os calibres permitidos e, ainda, capacidade de resistir a tiros de fuzil. Segundo a corporação, cada conjunto possui quatro placas rígidas, inclusive de proteção lateral, e pesa cerca de 9 quilos. A aquisição é pioneira para uso em instituições no Brasil. Coletes semelhantes são usados por tropas e grupos de polícia especializados dos Estados Unidos e da Europa.

O material possibilita que os policiais tenham à disposição a proteção necessária para desenvolver as atividades com segurança. Neste primeiro momento, os equipamentos serão direcionados e estão sendo entregues aos agentes lotados em delegacias especializadas, em grupos operacionais de distritais e na Coordenadoria de Recorsos Especiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + cinco =