Ciep em Neves começa a ser limpo para receber IFRJ

Anderson Carvalho –

O cenário ainda é desolador. Lixo espalhado pelas rampas, paredes pichadas, telhado destruído, refeitório e banheiros destruídos, quadra de esportes com pequenos canos pendendo do teto e mato ao redor. Mas, esse quadro vai mudar em breve. O Ciep Chanceller Willy Brandt, no bairro de Neves, em São Gonçalo, que em janeiro foi cedido pelo Governo do Estado ao Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), começou a passar por uma limpeza e reforma externa. A expectativa é que em 2018 o IFRJ ofereça cursos técnicos e um de pós-graduação no local, que até o final do ano passado era usado como moradia por usuários de drogas.

“No início do ano recebemos quatrocentos mil reais do Ministério da Educação e iniciamos algumas melhorias, como a recuperação da quadra de esportes, colocação de novos postes de iluminação no terreno, vigilância 24 horas e iniciamos a limpeza do prédio. Quando chegamos, encontramos luminárias arrancadas, portas quebradas, telhado destruído e as esquadrias tinham sido levadas por um caminhão à noite, conforme a vizinhança nos contou. Estas pequenas obras já estão sendo concluídas. No final de julho pedimos mais dez milhões ao MEC para reformar todo o prédio e implantar os cursos a serem oferecidos gratuitamente. Esperamos resposta”, explicou Tiago Giannerim, diretor do Campus São Gonçalo do IFRJ.

A ideia é anexar o antigo Ciep à unidade do IFRJ já implantada no final de 2009 no Ciep Neuza Brizola, ao lado. “Aqui já temos laboratórios e a parte administrativa. No outro Ciep haverá mais salas de aula. Temos nesta unidade seiscentos alunos e ao todo queremos ter dois mil. Vamos oferecer os cursos técnicos de Química, Administração e Segurança do Trabalho, além da pós-graduação em Estudos de Histórias e Culturas Africanas e Afrobrasileiras”, citou Giannerim, acrescentando que as melhorias iniciais serão concluídas em outubro.

Em 2008, o IFRJ instalou-se em algumas salas emprestadas no Colégio Municipal Ernani Faria, também em Neves. Depois, mudou-se para o Ciep Neuza Brizola. O terreno deste tem sete mil metros quadrados, sendo 6,5 mil de área construída. Já o Ciep Willy Brandt tem 12 mil metros quadrados de terreno e 6,5 mil de área construída.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 10 =