Cidade do Rio divulga plano para recursos da CEDAE

Cofres cheios na Prefeitura do Rio. A capital do Estado anunciou, na manhã desta segunda-feira (13), o Plano Rio Futuro, que prevê como serão alocados, até 2024, os investimentos de R$ 5,4 bilhões dos R$ 6,7 bilhões que a cidade terá direito até o ano de 2026. Os valores são provenientes do leilão de concessões da Companhia Estadual de Água e Esgotos (Cedae).

O cronograma de investimentos foi batizado como “Plano Rio Futuro”. A iniciativa prevê alocação de verbas em áreas como saúde, educação, trabalho, renda e, especialmente, saneamento básico, por meio de 18 projetos sociais. De acordo com secretário Municipal de Fazenda, Pedro Paulo, o aporte financeiro irá possibilitar que o investimento seja norteado pelos seguintes quesitos: reparar, reiniciar e redirecionar.

“A gente tem uma oportunidade de voltar atrás, onde a pandemia iniciou e ajudar as pessoas que tiveram suas vidas afetadas por esse momento. A gente pode acelerar a alfabetização dessas crianças afetadas; A gente pode acelerar empregos com essa tecnologia”, afirmou Pedro Paulo, enquanto realizava a apresentação do plano. A cidade prevê impactar até 2,6 milhões de pessoas (1/3 da população), gerando 35 mil empregos.

Uma das principais medidas está no projeto que prevê o “fim da espera pela vida”, zerando a fila de espera por cirurgias no Sistema de Regulação (Sisreg). O plano receberá R$ 1,1 bilhão de investimento. Cerca de 261 mil pessoas serão impactadas em 18 meses, a partir do começo do ano que vem. Também serão investidos 300 milhões no Jardim Maravilha, em Guaratiba. O objetivo é impactar 240 mil pessoas e gerar 5 mil empregos, além de urbanismo e saneamento.

Cláudio Castro e Eduardo Paes participaram de cerimônia – Foto: Divulgação/Governo do Estado

“Tem pessoas que estão há vários anos na fila do Sisreg sem conseguir uma cirurgia específica. Há questões estruturais que só se resolvem quando há consenso político, em algum momento da história. Muito obrigado ao Governador Cláudio Castro por esse apoio”, afirmou o prefeito Eduardo Paes (PSD), logo após receber o certificado das mãos do chefe do Executivo Estadual.

“Em 29 de dezembro vem aí o bloco 3, em que a Prefeitura irá receber mais dinheiro ainda. Gostaria muito de agradecer a todos. Queria te agradecer, perfeito, por ter sido esse parceiro, essa pessoa, amigo de todas as horas. Sou muito grato por estar à frente do Estado nesse momento histórico para a retomada da economia”, afirmou o governador do Rio de Janeiro.

Fundo Futuro Rio

Além dos investimentos, o Governo Municipal pretende guardar parte dos valores recebidos, em um fundo soberano. Assim funcionará o Fundo Futuro Rio que, até 2026, receberá depósitos anuais progressivos de cerca de 10% das receitas oriundas da Cedae. A expectativa é de os valores, somados, cheguem a R$ 400 mil.

Valores de concessão (distribuídos anualmente):

2021 – R$ 3,7 bi
2022 – R$ 1,4 bi
2023 – R$ 117 mi
2024 – R$ 125 mi
2025 – R$ 1,2 bi
2026 – R$ 142 mi

Valores distribuídos por setor:

Saúde – R$ 1,1 bi
Educação – R$ 1,67 bi
Nova Economia – R$ 950 mil
Desenvolvimento Urbano – R$ 300 mil
Territórios Sociais e Áreas Verdes – R$ 1,44 bi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + 2 =