Cidade discute funcionamento dos Correios na Serra

A Secretaria Adjunta do Interior, em Glicério, foi a base para uma reunião que tratou de um assunto de grande interesse da população dos distritos serranos: o funcionamento das sedes dos Correios com distribuição das correspondências para os moradores da região serrana.

O impasse da falta de entrega das correspondências na serra começou desde a exoneração dos contratados pela prefeitura, em atendimento à determinação do Ministério Público. A partir daí, os moradores têm que comparecer aos Correios em Macaé para pegar suas correspondências.

“Isso vem acontecendo porque o gerente dos Correios não libera as correspondências para serem entregues por uma nova equipe. De acordo com o gerente, isso só vai acontecer depois de ter pessoal treinado para manusear as correspondências, por preocupação com a violação ou desvio de material importante para as pessoas, já que são pessoais e devem ser invioláveis”, disse a secretária de Desenvolvimento Social, Tatiana Pires.

O encontro contou com a presença do secretário adjunto de Interior, Jocimar Gomes de Oliveira, de Jorge Luiz Carvalho, coordenador dos Correios da Secretaria de Desenvolvimento Social, e dos presidentes das Associações de Moradores de Córrego do Ouro, Marceliel Gomes Barcelos; de Glicério, Hyago Dorneles e de representantes das Associações do Frade, Regina Oliveira, e do Trapiche, Alneia Alves da Silva.

Tatiana ressaltou que a prefeitura entende a preocupação das associações pelas dificuldades que os moradores vêm vivenciando com o assunto e que o prefeito, Dr. Aluízio, já colocou sua intenção de resolver o problema o mais rápido possível. Ressaltou que as sedes dos Correios na região não foram fechadas pela administração municipal, estando apenas aguardando a solução da questão.

A Secretaria de Administração vai enviar para a Secretaria de Desenvolvimento Social a relação dos 24 servidores administrativos da prefeitura, que trabalham na região serrana. A partir daí, depois de conhecimento e aceitação dos mesmos em ajudar na resolução da questão, seis serão selecionados e treinados pela gerência dos Correios, capacitando-os para o manuseio das correspondências. “A partir dai, todas as seis sedes, em Córrego do Ouro, Trapiche, Glicério, Frade, Sana, Areia Branca, serão reabertas e os Correios funcionarão normalmente, atendendo às solicitações dos moradores”, colocou a secretária Tatiana Pires, reiterando o compromisso do prefeito de manter o convênio dos Correios e a parceria da prefeitura com a região. Tatiana esclareceu que, enquanto isso não acontece, os moradores devem continuar buscando suas correspondências em Macaé.

Sobre a entrega da correspondência em Macaé, o coordenador Jorge Luiz Carvalho disse que de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h30min, estará na sede dos Correios no Barreto para entregar aos interessados da região as correspondências registradas, via Sedex, e que, para essa retirada, os moradores devem levar a documentação de identidade.

Hyago Dorneles, da Associação de Glicério, afirmou que a reunião possibilitou aos moradores esclarecerem suas dúvidas com o poder público. “O que pedimos é um olhar diferenciado para essa região, que, distante da sede, sempre vivencia mais dificuldade de movimentação”, pontuou.

Destacando o serviço dos Correios como essencial para a população, Marceliel Gomes Barcelos, da Associação de Córrego do Ouro, colocou o interesse de toda população de seu distrito na resolução deste problema.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − 8 =