Cia de Ballet de Niterói apresenta Escaleno no Municipal de Niterói

A Companhia de Ballet da Cidade de Niterói estreia o espetáculo “Escaleno”, no próximo dia 11 de novembro, no Teatro Municipal de Niterói, onde faz temporada até o dia 20/11, as sextas e sábados, às 20h, e aos domingos, às 19h. E para celebrar o aniversário de Niterói, os moradores da cidade têm 50% de desconto na compra de um ingresso e no dia 20 a sessão será gratuita, sujeita a lotação.

Com direção de Pedro Pires, este inédito trabalho da Cia de Ballet traz três diferentes coreografias que se completam e prometem emocionar o público. São elas: “Córtex”, do português André Mesquita; “Erro 404”, do brasileiro Alex Soares; e “Pacif”, do australiano Phillip Adams. Três coreógrafos, de naturalidade distintas, que aproximam suas fronteiras ao unir três propostas, três países, três coreografias em uma noite de espetáculo. Suas origens e visões de mundo tão diversas tornam a performance única, um caleidoscópio cultural entre a Austrália, o Brasil e Portugal, utilizando a Companhia de Ballet de Niterói como ponto principal.

Em “Córter”, o coreógrafo português André Mesquita, de forma abstrata e não dramatúrgica, faz uma analogia ao córtex cerebral, que, formado por uma massa cinzenta, é responsável pela realização dos movimentos do corpo humano, local de representações simbólicas, onde o que se recebe é processado e integrado, respondendo com uma ação.

O brasileiro Alex Soares assume a criação de “Erro 404”, um código de resposta http usado na internet, que indica que o usuário pode se comunicar com o servidor, mas ou o servidor não pode encontrar o que foi pedido, ou foi configurado para não cumprir o pedido e não revela a razão. A coreografia foi criada usando esta ideia como ferramenta para os estados corporais do elenco, onde se percebe certa “falência”, uma impossibilidade ao seguir em frente sem haver uma razão conhecida.

Já o australiano Phillip Adams, com “Pacific”, trás uma nova proposta que possibilita uma pesquisa de movimento, ideias, materiais e novas plataformas definidas durante seu trabalho junto à Companhia. A partir dessas impressões, surge o conteúdo, que resulta num espetáculo absolutamente inédito, único e exclusivo, no qual os bailarinos se propõem a mergulhar, de forma inovadora, na concepção do movimento, trazendo a tona sua origem, execução e significado, ao mesmo tempo em que se expõem a dramaturgia, a intensidade e a sensação.

A classificação etária é 16 anos, a lotação do espaço é de 400 lugares e os ingressos custam R$ 30. O Teatro Municipal de Niterói fica na Rua Quinze de Novembro, 35 no Centro. Mais informações pelo telefone (21) 2620-1624.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − 4 =