Chuvas aumentam problemas em bairros de São Gonçalo

Raquel Morais

Depois do bairro da Trindade, que sofre há anos com o abandono do poder público em relação à pavimentação, quem mora no Galo Branco e em Santa Catarina reclama do mesmo problema. A falta de asfalto e excesso de buracos em algumas ruas está tirando o sono de alguns moradores, que afirmam procurar a Prefeitura de São Gonçalo, sem nunca terem retorno positivo. Quem deveria lutar pela comunidade não o faz e o reflexo são gonçalenses tristes e desacreditados nas melhorias para o interior de alguns bairros.

No Galo Branco muitos pontos da Avenida Jornalista Roberto Marinho estão com buracos, ou crateras, como os moradores costumam chamar. Na altura do Instituto Cultural Olavo Bilac e perto do condomínio dos prédios invadidos a situação é a mesma. O aposentado Wilson Guerra, 54 anos, costuma falar que a rua parece o planeta Marte.

“Estou há um mês solicitando reparos nessa rua e quando chove fica tudo muito pior. Eu não gosto que minha rua seja assim e essa semana eu mesmo tapei um dos buracos com um resto de aterro que estava na rua”, contou.

Em Santa Catarina o problema é grave na Travessa Peixoto, uma rua sem saída, que é uma ladeira. A técnica em enfermagem Larissa Oliveira, 24 anos, disse que desde que nasceu acompanha a situação do bairro e da rua em questão.

“Eu nasci nesse local e não tenho a lembrança de ter uma melhora, uma obra importante ou um conserto que realmente solucione o problema. A única coisa que foi feita é a colocação de um pó de pedra para tapar o barro, mas isso tem tantos anos. Estamos esquecidos”, lamentou.

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano de São Gonçalo informou que vai enviar equipe aos locais para analisar a situação e tomar as providências necessárias.

Trindade – Na semana passada a reportagem de A TRIBUNA noticiou o mesmo problema em outras ruas do bairro Trindade. Além da falta de pavimentação nesses pontos os moradores ainda sofrem sem poder denunciar o descaso do poder público, pois a região é considerada área de risco. “Depois da reportagem nenhuma equipe esteve na rua e eu não vi nenhuma movimentação para conserto. É muito triste”, contou uma moradora.

Na época a prefeitura informou que a mesma secretaria iria analisar a demanda e adicionar as ruas ao cronograma de obras. Questionada novamente sobre esse cronograma a Prefeitura de São Gonçalo informou que a obra realizada é do Programa de Saneamento Ambiental dos Municípios no Entorno da Baía de Guanabara (PSAM) do Governo do Estado. Uma notificação já foi enviada para que os reparos sejam realizados. A Secretaria complementa que acompanha de perto o trabalho realizado no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × um =