Chuvas aumentam o medo de deslizamentos em bairros de Niterói

A chuva parece ter dado uma trégua na Região Metropolitana mas seus estragos ainda estão bem visíveis, principalmente para os niteroienses. Pelo menos três importantes trechos da cidade foram bem castigados pelo temporal desde o último domingo e enormes crateras chamam atenção da população em três localidades: Estrada da Garganta, em Santa Rosa; Travessa Nossa Senhora de Lourdes, no Cubango; e a RJ-104, na altura do trevo de Maria Paula.

Na noite da última quarta-feira, na Travessa Nossa Senhora de Lourdes, na altura do lote 78, no Cubango, parte da calçada e da rua desmoronou deviso às fortes chuvas que ocorreram desde o domingo. A tragédia parece ter sido anunciada, já que o trecho que caiu estava cedendo há anos. A situação é crítica e o asfalto está completamente sem sustentação, podendo cair a qualquer momento. O espaço foi isolado com uma fita e as duas casas que ficam ao lado do local que cedeu não foi encontrado nenhum morador para comentar o caso.

Mas a atendente Mayara Regaldino, 21 anos, mora na travessa e diz ter ficado abismada com o risco que o deslizamento está provocando.

“A calçada está perdida e a rua toda eu acredito que vai ficar comprometida. Isso pode gerar um acidente muito grave e ainda bem que o tempo melhorou e parou de chover”, resumiu.

No mesmo dia, só que à tarde, parte do asfalto cedeu na Estrada da Garganta, no bairro de Santa Rosa. Por conta do incidente a via ficou parcialmente interditada e funcionando apenas em esquema siga e pare. Mas ontem de manhã a lei do bom senso dos motoristas é que estava valendo e nenhum agente de trânsito estava no local para ajudar o tráfego. Uma manta foi colocada emergencialmente para cobrir a cratera para evitar novos deslizamentos de sedimentos. Equipes da Defesa Civil estiveram no local e interditaram uma casa que fica embaixo da parte que veio abaixo.

Morador da região há cinco anos, Celso Bartolomeu, de 58 anos, disse que levou um susto quando viu parte da estrada quebrada.

“Eu fiquei muito preocupado e ainda acho que vai cair mais alguma parte. A sorte é que ninguém ficou ferido e esse barranco não caiu em cima de nenhuma casa”, comentou o despachante.

Para evitar mais estragos os coletivos e caminhões estão proibidos de passarem pela via e devem seguir pela Estrada da Cachoeira.


A Prefeitura informou, através de nota, que nas próximas semanas será dada a ordem de início para as obras de urbanização das comunidades do Viradouro e União. Neste projeto, estão incluídos oito pontos de contenção de encostas, contemplando esta área da Estrada da Garganta, além de reflorestamento, saneamento, drenagem, requalificação dos acessos, equipamento cultural, parque de inclusão social e esportiva e uma Plataforma Digital. O investimento do Município será de R$ 40 milhões.

Em relação à Travessa Nossa Senhora de Lourdes, a Secretaria Municipal de Defesa Civil disse que realizou vistorias no local. De acordo com a Emusa, um projeto de contenção para esta área encontra-se em processo de licitação.

O mesmo problema também acontece com uma enorme cratera que está há anos desmoronando na estrada RJ-104, na altura de Maria Paula, na pista sentido Niterói. Pedestres que acabam passando pelo local devem redobrar a atenção, assim como motoristas que ao realizarem a curva após o trevo, e se deparam com o grande buraco. O mato está tomando conta do córrego que passa rente da cratera e por vezes dificulta a visualização do buraco.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER), que é responsável pela obra na estrada, informou que o levantamento topográfico da área está sendo realizado por equipes do departamento para o projeto de canalização neste local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *