Chuva: dois deslizamentos são registrados em Niterói

As chuvas que caíram entre a noite de segunda-feira (03) e terça (04) fizeram duas encostas de Niterói deslizarem, uma na Ititioca e outra no Cafubá. Pelo menos quatro imóveis foram interditados.

Equipes da Prefeitura de Niterói com funcionários da Defesa Civil Municipal, Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SASDH), Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser), Companhia de Limpeza de Niterói e NitTrans estão atuando em diferentes pontos da cidade desde a noite de segunda-feira (3) por conta das chuvas que atingiram a cidade.

A Defesa Civil vistoriou, na madrugada desta terça (4), um imóvel que desabou na Ititioca. A construção estava abandonada. Não houve vítimas. Por precaução, três casas foram interditadas e os moradores foram para casa de parentes. A equipe da Defesa Civil está no local – nesta terça – para uma nova vistoria junto com a Secretaria de Assistência Social.

Ainda nessa terça-feira, os bombeiros foram acionados após a queda de parte de um muro em construção no Cafubá, Região Oceânica. A vítima foi atendida no local e liberada. Técnicos da Defesa Civil estão no local. O muro separava duas casas. Uma delas foi interditada e a do lado segue em alerta.

Niterói entrou em estágio de atenção às 15h55 de segunda, devido a previsão de chuvas fortes e o alerta de cheias do Inea. O maior acumulado registrado entre domingo (2) e a manhã de terça (4) foi no Morro do Estado, com 78,8mm em 24 horas, às 0h desta terça. Não houve acionamento de sirenes.

Monitoramento

A Defesa Civil conta com plantão 24h de monitoramento meteorológico, com envio detalhado de informações sobre a previsão do tempo e de avisos através do aplicativo Alerta DCNIT, SMS (40199) e grupos no WhatsApp. Em caso de emergência, a população deve ligar para o 199 ou 2620-0199.

Desde 2013, a atual gestão da Prefeitura de Niterói já investiu aproximadamente R$ 200 milhões em mais de 110 obras de contenção de encostas na cidade e entregou mais de 2 mil casas populares.

O município investiu na criação de 99 Núcleos de Defesa Civil (Nudecs), com cerca de dois mil voluntários capacitados em primeiros socorros, prevenção e combate a incêndio, percepção de riscos geológicos e sistema de alerta e alarme. A Prefeitura de Niterói também passou a arcar com os custos de manutenção e operação do sistema de alertas e alarmes por sirenes, em 2016, quando o Governo do Estado anunciou que não poderia custear o serviço. Em nenhum momento, o serviço deixou de funcionar na cidade e, atualmente, Niterói conta com 30 sirenes de alerta para desastres naturais em 26 pontos, além de 30 pluviômetros próprios do município, além dos 16 fornecidos pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), totalizando uma rede de 46 pluviômetros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + dezessete =