Centro e Icaraí citados em pesquisa relacionada ao descumprimento de isolamento social

As regiões centrais do Rio, de Niterói, e o bairro de Icaraí (na Zona Sul) e a Baixada Fluminense, se destacaram (negativamente) onde mais se originaram denúncias de cidades sobre descumprimento de medidas de isolamento social decretadas para conter o avanço da Covid-19 entre meados do mês passado e o início desse mês.

Os dados referentes ao fato foram divulgados através de uma parceria entre Centro de Pesquisas do Ministério Público do Rio (CENPE) e o Disque Denúncia, que fez um levantamento entre os dias 16 de março e 9 desse mês, relacionados a informes de “aglomerações”,  “questões trabalhistas”, e “funcionamento irregular”. O centro de Niterói (68) e o bairro de Icaraí (50) totalizaram 118 denúncias, entre os locais com mais informes de descumprimento de medidas de isolamento social, respectivamente em 11º e 19º lugares. “O monitoramento de dados do Disque Denúncia é essencial para o Ministério Público entender que ações e medidas precisam ser reforçadas no combate a epidemia. A análise permite acompanhar quais os principais problemas relatados, em que locais mais se desrespeita as medidas e como o cumprimento de medidas tem variado”, disse a coordenadora do CENPE, Joana Monteiro.

A região do Centro do Rio ocupou o topo da lista de informes, com 105 registros denúncias de aglomeração, 107 de questões trabalhistas, e 63 de funcionamento irregular, totalizando 275 informes. No Centro de Niterói foram 25 de aglomerações, 25 de questões trabalhistas e 18 de funcionamento irregular. Em Icaraí foram 21 relatos de aglomerações, 15 de questões trabalhistas e 14 de funcionamento irregular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × dois =