Centro de Niterói tem maior desvalorização para venda de imóveis comerciais

Raquel Morais

O Centro de Niterói é o bairro que teve maior desvalorização no valor da venda do metro quadrado de imóveis comerciais no comparativo de setembro desse ano com o mesmo mês de 2019. A queda nesses valores foi de 7,7% no comparativo de setembro desse ano com o mesmo mês de 2019. Os dados foram divulgados pelo Sindicato da Habitação (Secovi Rio) que apontou outros índices também como o bairro de Santa Rosa que teve maior variação, de 8,5%, no valor do aluguel de espaços comerciais. Já no quesito venda de imóveis residenciais o bairro de Maria Paula teve maior aumento nos preços com alta de 11,6% e Boa Viagem teve maior queda nos valores com índice de 7,8%.

O Centro teve a maior retração nos valores de venda de imóveis comerciais mas o m² mais barato para quem quer investir está Piratininga por R$ 5.024 seguida do Fonseca com R$ 5.798 e o Centro por R$ 5.934. Já Icaraí lidera o ranking com preços mais altos seguido de Charitas e Santa Rosa: R$ 9.788, R$ 9.071 e R$ 8.150 respectivamente. O valor da locação desses espaços em Santa Rosa fechou mês custando R$ 41,84 em São Francisco e R$ 24,88 no Centro, sendo esse o bairro mais barato.

O presidente em exercício da Câmara de Dirigentes Lojistas de Niterói (CDL-Niterói), Manoel Alves Júnior, explicou que essa desvalorização é um dado compreensível principalmente pelo trabalho home office. “As empresas descobriram o trabalho do home office e com isso muitas saíram das salas comerciais no Centro da cidade. Existe necessidade de reavaliar a política de ocupação no Centro da cidade. O sistema de home office funciona muito bem e muitos profissionais descobriram que podem fazer o trabalho em casa, e com certeza isso ocasiona o esvaziamento do Centro”, frisou.

Os cinco bairros que mais tiveram aumento no preço do metro quadrado para venda de imóveis residenciais são: Maria Paula com aumento de 11,6%, Itaipu com 4,6%, Camboinhas com 3,5%, São Lourenço com 3% de variação e Largo do Barradas com 2,9%. Já os principais bairros que caíram os preços foram: Boa Viagem com 7,8%, Pé Pequeno com 5,9%, Rio do Ouro com baixa de 4,9%, São Francisco com 3,9% e Largo da Batalha com 3,5%.

Já o bairro de Charitas foi o local apontado pelo relatório com o valor do metro quadrado mais caro de Niterói em R$ 8.904 seguido do bairro Boa Viagem 7.644, Icaraí com R$ 7.524, São Francisco com R$ 7.505 e Camboinhas com R$ 7.305. E os bairros mais baratos para se morar são: Rio do Ouro, Largo da Batalha, São Lourenço, Engenhoca e Fonseca onde o m² custa respectivamente: R$ 2.756, R$ 3.650, R$ 3.821, R$ 4 mil e R$ 4.007.

Quando o assunto é aluguel a maior variação foi registrada no Barreto com alta de 16,6%, onde o m² está sendo comercializado por R$ 17,57. Já o bairro Maceió teve maior desvalorização com queda nos valores de 6,8%. O bairro de Camboinhas tem o m² mais caro para locação (R$ 28,64) seguido de Charitas com R$ 24,40 o mesmo tamanho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 5 =