Casos de homicídios assustam moradores de Maricá

Aline Balbino

Os números de assassinatos cometidos em Maricá tem assustado a população da cidade que até poucos anos atrás era considerada tranquila e pacata. Somente na semana passada, duas pessoas foram assassinadas, sendo um deles, adolescente. O primeiro crime aconteceu no dia 4 de setembro e a vítima foi um menino de 15 anos. Segundo familiares, o menor tinha envolvimento com tráfico de drogas. Testemunhas contaram à polícia que ele foi morto com tiros na cabeça dentro de casa. O adolescente foi morto durante a madrugada na Rua Santa Clara, próximo à quadra do Risca Faca, em Inoã. A Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo investiga o crime.

Dois dias depois, um homem identificado como Edgar Ludgerio de Souza, 50 anos, foi encontrado morto dentro de casa. O carro da vítima apresentava marcas de tiros. Ele foi encontrado em cima de uma cama suja de sangue. No último domingo, um homem foi morto a tiros por volta das 20h30min em Inoã. O caso mais intenso ocorreu no dia 31 de agosto o coronel da PM Ivanir Linhares Fernandes Filho, 49 anos, foi morto a tiros no Centro. Três homens desceram de um carro modelo Jeep e dispararam contra o policial. Foram feitos 17 disparos, oito atingiram a vítima, que chegou a ser socorrida mas não resistiu.

De janeiro a julho deste ano foram registrados 27 homicídios em Maricá contra 28 no mesmo período do ano passado. Segundo Fábio Barucke, delegado da Divisão de Homicídios os números não são alarmantes. Ele afirmou que muitos casos foram elucidados pela Divisão. Uma moradora que preferiu não se identificar informou que Inoã tem se transformado num lugar muito perigoso.

“Domingo eu passei ali pelo Risca Faca e vi uma movimentação de pessoas. Depois descobri que tinham matado um cara às 20h30min. Estão perdendo o medo de serem presos, só pode. Nessa hora tem famílias na rua, crianças. Isso é um absurdo”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × quatro =