Caso Flordelis é ‘dividido em dois’ pela Justiça

Os processos do Caso Flordelis, que ainda não foram julgados, foram desmembrados e passarão a correr de forma independente. As ações são referentes aos réus que não têm mais recursos a serem analisados. São eles: André Luiz de Oliveira, Adriano dos Santos Rodrigues, Andrea Santos Maia, Carlos Ubiraci Francisco da Silva, Marcos Siqueira Costa e Simone dos Santos Rodrigues.

A determinação atende a um pleito antigo da defesa de Simone, que é filha biológica de Flordelis. Em petição encaminhada à Justiça no final do ano passado, a advogada Daniela Corrêa Grégio, que representa Simone, usou como argumento a frágil saúde de Simone. É importante lembrar que a acusada possui histórico de câncer.

Na mesma petição, Simone reafirmou ser a mandante do crime e afirma não possuir mais intenção de recorrer da sentença que determinou que ela e outros réus fossem levados a júri popular. Além disso, o documento solicitava que, diante desses fatos, ela passe a responder em um processo separado, fato que, agora, foi consumado.

Dessa forma, os acusados serão julgados separadamente de Flordelis dos Santos de Souza, Marzy Teixeira da Silva e Rayane dos Santos Oliveira, cujas ações permanecem no processo original. As três ainda possuem recursos – que a Justiça também determinou que fossem julgados de forma independente – a serem julgados por instâncias superiores. As audiências ainda não foram marcadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.