Caso Flordelis completa 2 meses ainda com mistérios e revelações

Nessa sexta-feira (16) completa dois meses que o pastor Anderson do Carmo foi assassinado a tiros dentro de sua residência, no bairro de Pendotiba, e as investigações para elucidação do crime envolve até mesmo a viúva do pastor, a deputada federal e cantora gospel Flordelis. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, e Itaboraí (DHNSG) admite que o caso ainda reserva muitas surpresas e revelações. Nesse último caso, por exemplo, surgiu a informação de que um dos dois acusados, presos preventivamente até agora, Lucas dos Santos de Souza (um dos filhos adotivos de Flordelis) teria afirmado que havia recebido mensagens, através de um aparelho celular usado pela família, com pedidos para matasse o pastor. A revelação teria sido fornecida em um dos depoimentos prestados.

Na entrevista de imprensa, concedida pela titular da especializada, delegada Bárbara Lomba, na quinta-feira (15) esta havia revelado que Lucas teria confessado que teria adquirido uma pistola, que segundo perícia, foi usada para assassinar a vítima, arma que foi encontrada na casa de Flordelis, no quarto de Flávio dos Santos, filho legítimo da deputada federal. Este último, também, segundo Bárbara Lomba, havia confessado que havia efetuado os tiros que matou Anderson do Carmo. Também ficou atestado em laudos periciais que na arma foi encontrado um “pêlo”, que após análises ficou constatado que seria de Flávio. Indiciados pelo crime de homicídio triplamente qualificado, Flávio e Lucas foram transferidos, também na quinta-feira (15) para a Penitenciária de Benfica, na Zona Norte do Rio.

Com relação ao aparelho usado por Lucas, o qual recebeu a tal mensagem, o mesmo seria usado por toda família. Lucas, porém, nega envolvimento direto no assassinato, o que reforçaria o posicionamento da DHNSG, de que ainda há muitas perguntas a serem respondidas e que outros supostos envolvidos podem surgir ao longo da segunda fase da investigação, que já está em andamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *