Caso Diego – ‘O Super Invencível’ – completou cinco anos

O caso do pequeno Diego – ‘O Super Invencível’, que em 2014 foi diagnosticado com um tumor no cérebro e uma enorme corrente do bem foi feita em Niterói para ajudar no tratamento do menino, completou cinco anos. A família fez um anúncio nas redes sociais agradecendo o empenho dos niteroienses que se juntaram para ajudar nas duas cirurgias além do tratamento. Diego ainda não tem dimensão de tudo que passou, mas encara as lembranças com o mesmo sorriso, registrado em outros encontros com a reportagem de A TRIBUNA.
Após cinco anos da última radioterapia os pais de Diego, que hoje está com 11 anos, respiram um pouco mais aliviados ao falarem sobre o tratamento do filho. Eles explicaram que os médicos apontam a necessidade de uma tomografia anual para certificar que o tumor não deixou ‘lastro’. “Por prevenção a gente realiza esse procedimento nele de seis em seis meses. Pretendemos fazer isso para sempre. E reviver essa angústia e essa expectativa é um sentimento muito ruim”, contou o pai, engenheiro Willian Diniz, 51 anos.
A mãe do pequeno Diego, que não estão mais tão pequeno assim, Melissa Carvalho, 45 anos, também contou sobre a experiência que passou e como ajuda até hoje outros pais, que ainda entram na antiga página do Facebook “Ajudem a operar o Diego” pedindo apoio. “Eu me agarrei na minha fé e tive muito apoio de muitas pessoas. O que eu sempre digo é que para quem está passando por uma situação difícil na família, não deixar a rotina ser afetada. Diego fazia radioterapia e ia para a escola. Nas festas da escola ele ia dançar quadrilha. Então eu não mudei a rotina dele inteira por causa da doença. Isso faz diferença no tratamento e no clima da família”, contou.
O próprio Diego também contou o que acha de todo esse processo. “Eu fico feliz em saber que muita gente gosta de mim. Eu tenho muitos amigos e acho eles legais. O que mais gosto de fazer é jogar vôlei com meu irmão”, contou. A inocência do menino emociona o irmão que hoje está com 16 anos. “Eu sofri muito em ver meu irmão passando pelo tratamento e fiquei nervoso em muitas ocasiões. Mas aprendi a me cuidar sozinho e na época as minhas notas no colégio até melhoraram”, frisou.

HISTÓRIA
Diego Carvalho Maia descobriu um tumor no cérebro no dia 25 de maio de 2014 após passar mal em um evento com sua família. Dias depois o menino operou e a cirurgia durou 10 horas. O tumor media 240 cm³, tamanho de um caqui, e nesse primeiro procedimento, a equipe não teve como retirar toda a massa, o que resultou em 16% que faltava ser removido. A equipe médica presenteou Diego com um troféu e uma medalha de honra, o que desencadeou toda a fantasia do “Super Invencível”, apelido que ele mesmo se deu.
Por conta da rapidez de todo o procedimento, já que desde que Diego passou mal até operação, se passaram apenas dois dias, os pais do menino tiveram que enfrentar outra batalha, dessa vez financeira. Uma campanha para arrecadar doações na internet deu início uma verdadeira corrente do bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 − dois =