Casa do Estudante da UFF a um passo da tão esperada restauração

Até o dia 15 de outubro será finalizado o projeto de restauração da fachada da Casa do Estudante da  Universidade Federal Fluminense (UFF), em São Domingos. Todo o espaço interno será reformado pela Secretaria Municipal de Obras e Infraestrutura (SMO), mas a fachada, por ser tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), precisará do aval da esfera Federal. O casarão fica na esquina da Avenida Visconde do Rio Branco com Rua Professor Hernani Melo e funcionou como moradia estudantil até 2013. Mas apesar disso, estudantes continuam morando na unidade após muitas ocupações para chamar atenção do poder público para o espaço.

O secretário municipal de obras, Vicente Augusto Temperini, explicou que no passado a UFF cedeu um terreno no Preventório, em Charitas, para a Prefeitura de Niterói construir uma Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei). E uma das contrapartidas era a reforma da Casa do Estudante da UFF.

“A fachada desse espaço é tombada pelo Iphan, então ficou determinada a escolha de uma empresa especializada para projeto dessa reforma. Atualmente o imóvel é da UFF e o que será feito após essa intervenção nós não temos conhecimento”, explicou.

A reforma interna contará com muitos detalhes como a melhoria da cobertura que tem problemas, calhas pluviais, partes hidrosanitárias e parte elétrica. Além disso serão trocados os pisos e será feita uma pintura geral de toda a unidade.

“No terreno existe um prédio anexo e ficou acordado que enquanto estivermos fazendo a obra do prédio central eles vão ficar no anexo. Depois será trocado e eles vão ficar no principal para a reforma do anexo. As características serão mantidas e vamos deixar o espaço com condições seguras para funcionamento”, frisou Temperini.

A estudante de arquitetura e urbanismo da UFF, Juliana Alves, de 27 anos, diz que aprova a reforma do casarão e ela, em 2017, participou de uma ocupação em forma de protesto nesse espaço.

“Esse espaço é de extrema importância e um equipamento importante para o estudante. A UFF tem poucas vagas para Niterói e para conseguir é um processo difícil de entrar. Sou do Rio e morei em uma ocupação urbana no Rio pois não tinha espaço para mim em Niterói. Essa reforma tem que ter uma finalidade”, frisou.

Justamente essa finalidade foi questionada para o reitor da UFF, Antônio Cláudio Lucas da Nóbrega, mas até o fechamento dessa edição a reportagem não teve retorno.

ATUAL MORADIA

A UFF tem uma moradia estudantil, que conforme o site da universidade, fica situada dentro do Campus do Gragoatá, à Rua Professor Marcus Waldemar de Freitas Reis, s/nº, São Domingos. Tem capacidade para 314 vagas, sendo 66 para acessibilidade. A seleção dos moradores se dá através de edital e é constituída de quatro etapas: análise do cadastro socioeconômico, entrevistas, visitas domiciliares e exame médico. Os editais são divulgados no site e as inscrições dos candidatos são online.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 1 =