Carros novos da PM devem ir para as ruas em abril

Os 15 carros novos recebidos pela Polícia Militar de Niterói há 14 dias continuam sem ser usados para atender às ocorrências recebidas pelo 190. Segundo informações da corporação, obtidas por A TRIBUNA, os veículos entregues ao Proeis estão sendo numerados, equipados com rádios de comunicação e dispositivo eletrônico de controle de abastecimento. “Para se tornar viaturas e dessa forma estando aptos a compor a frota”, disse a Polícia Militar.

Segundo a PM, o termo aditivo já foi encaminhado pela Prefeitura de Niterói na última semana e as providências estão sendo tomadas para que as viaturas entrem em operação o mais rápido possível. “Acreditamos que no início de abril essas viaturas estarão nas ruas para dar maior visibilidade e maior mobilidade ao Proeis para que possamos melhor atender as demandas da Segurança Pública, que são tão grandes aqui na nossa cidade”, disse o comandante do 12º Batalhão da PM, coronel Márcio Rocha.

Caberá à Polícia Militar abastecer as viaturas com combustível, mas a manutenção da frota será custeada pela Prefeitura de Niterói.

Segundo o presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Niterói, Leandro Santiago, o problema é que não tem como chegar para o bandido e dizer: “Espera um pouco antes de roubar que as viaturas estão chegando”. Segundo Leandro, é um absurdo ficar quase 15 dias esperando. “Enquanto o equipamento de controle está sendo instalado a gente até entende, mas não podemos parar de fazer o policiamento. Essa questão deixou de ser burocrática para virar ‘burrocracia’”, enfatizou.

Leandro disse ser a favor de caracterizar o carro com adesivo do órgão que o financiou. “Isso tenho que tirar o chapéu para o prefeito Rodrigo Neves, que está fazendo o papel do Estado na segurança municipal. Por isso, a população tem que saber quem deu o carro”, afirmou.

O presidente reclamou que a burocracia no pagamento dos policiais que bateram meta na 76ª DP (Centro) está causando mal-estar. “Exatamente como acontece com os carros, o estado não pagou a premiação de R$ 1.500 por meta batida na delegacia 76 e até hoje os policiais não viram a cor do dinheiro”, realçou.

O Proeis é um dos convênios da Prefeitura de Niterói com o Governo do Estado para garantir mais policiais nas ruas da cidade. O programa permite que policiais militares lotados em qualquer batalhão da PM no estado possam, voluntariamente, trabalhar em seus dias de folga em Niterói e receber gratificação por conta da adesão. Em Niterói, o programa é totalmente custeado pela Prefeitura, mas a fiscalização é realizada de forma integrada entre o município e a PM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco − 1 =