Carnaval 2021 de Niterói começa a ser discutido na segunda-feira

Na próxima segunda-feira (31) o presidente da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur), Paulo Novaes, fará uma reunião no Caminho Niemeyer, no Centro, para começar a discutir a realização do Carnaval na cidade. O encontro poderá definir o futuro da festa popular através de estudos e um relatório feito pela própria Neltur, ao longo dessa semana. Novaes também adiantou mais novidades em relação ao Réveillon, como por exemplo, que a versão digital da festa da virada poderá ser gravada no Museu de Arte Contemporânea (MAC).

O Carnaval na cidade, que contempla os festejos bairros, da Rua da Conceição e os blocos, passará por remodelações.

“Nesse encontro vamos conversar sobre o que poderá ser feito. O cancelamento, adiamento ou uma reformulação. Em fevereiro está praticamente descartado e temos que ter atenção para essas decisões”, contou Novaes. “Nosso Carnaval é independente do Rio de Janeiro mas também temos que ver como ficará essa questão”, completou.

A situação do Carnaval carioca também é alvo de muitas especulações. Está marcado para setembro a plenária que será realizada na sede da Liga Independente das Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa) com os representantes das escolas de samba do Grupo Especial e da liga. O encontro ainda não tem data definida mas está sendo articulado desde julho. Segundo a Liesa, os espetáculos programados para os dias 14, 15 e 20 de fevereiro do ano que vem só deverão acontecer se as autoridades sanitárias confirmarem o uso de vacina ou medicamento que elimine o perigo de contaminação pelo coronavírus.

A direção da campeã do Carnaval 2020, a Unidos do Viradouro, disse que está no aguardo da plenária para essa definição se terá a festa ou não. Alguns projetos estão prontos e outros estão em andamento, como o planejamento das alas e mapas dos carros alegóricos. Mas outras linhas de trabalho estão paradas no aguardo da comunicação oficial da realização da festa. O carnavalesco Marcus Ferreira afirmou que 80% das fantasias estão desenhadas e está próximo dos 50% de alegorias desenhadas.

“Estamos fazendo o projeto artístico, os desenhos das fantasias e das alegorias. Esse processo para o carnavalesco é demorado e a pandemia nos deu mais tempo para poder nos aprofundar ainda mais nas pesquisas”, finalizou o carnavalesco, que assina o desfile junto com Tarcísio Zanon.

ANO NOVO

Sobre a festa de Réveillon Novaes garantiu que será virtual e não terá queima de fogos.

“Será algo tecnológico que vamos preparar as explosões. Sobre os tradicionais shows que a cidade todo ano oferece como atração também estamos definindo isso. Provavelmente o show será gravado, anteriormente, e não será transmissão ao vivo. Também estamos definindo dessa gravação acontecer em cima do MAC. Se definirmos isso realmente vamos montar um esquema especial de fechamento das ruas para evitar aglomerações, além de usarmos tecnologia para abafamento do som”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =