Carlos Jordy é condenado a indenizar influenciador Felipe Neto

Deputado federal niteroiense perdeu processo em segunda instância e terá que fazer uma retratação pública

O deputado federal bolsonarista Carlos Jordy (PSL-RJ foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, em segunda instância, e terá que pagar uma indenização R$ 35 mil ao influenciador digital Felipe Neto por danos morais. O parlamentar niteroiense já tinha perdido em primeira instância, mas recorreu da decisão alegando que tinha imunidade parlamentar.

Apesar da argumentação do político niteroiense, os juízes decidiram por unanimidade pela condenação de Jordy e alegaram que a tese da imunidade parlamentar não se sustentava. Na decisão, foi determinado ainda que, além da indenização financeira, Jordy terá que fazer uma retratação pública ao influenciador.

O motivo do processo foi quando Jordy relacionou um crime ocorrido em Suzano, na Região Metropolitana de São Paulo, a Felipe Neto. Na ocasião, em março de 2019, um aluno de uma escola pública entrou na unidade e atirou contra alunos e professores, matando 10 pessoas ao todo.

Após o crime, o parlamentar bolsonarista afirmou no Twitter que não recomendava que assistissem a vídeos do youtuber alegando que o assassino pegava informações de uma página de internet informada por Felipe Neto em um dos vídeos.

“Quando digo que pais não devem deixar os filhos assistirem a vídeos do Felipe Neto, não é brincadeira. Em 2016, ele fez vídeo ensinando a entrarem em sites da deepweb. Agora descobriram que os assassinos de Suzano pegaram as informações para o massacre num dos sites após assistirem ao vídeo”, publicou Jordy em abril de 2019, em mais um de seus ataques a Felipe Neto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 5 =