Capitão Nelson lidera disputa eleitoral em São Gonçalo

Camilla Galeano

Se a eleição em São Gonçalo fosse hoje, o candidato do partido Avante, Capitão Nelson, seria o novo prefeito da cidade. Faltando cinco dias para os eleitores irem às urnas, uma nova pesquisa foi divulgada apontando o cenário no segundo maior colégio eleitoral do Estado do Rio de Janeiro, com 663.833 eleitores. Foram entrevistadas 800 pessoas entre os dias 5 e 8 de novembro, onde Capitão Nelson Avante aparece com 21,3% das intenções de voto (estimulada). Em segundo lugar aparece Dejorge Patricio (Republicano), com 16,5%, seguido de Dimas Gadelha (PT) com 13,9%.

Logo atrás estão os candidatos Ricardo Pericar (PSL) com 7,5%, e o atual prefeito, José Luiz Nanci (Solidariedade) com 6,3%. Dayse Oliveira (PSTU) com 1,3%, Issac Ricalde (PC do B) com 1,0% seguido de Roberto Sales (PSD) com 0,8% e Rodrigo Piracicaba (PSB) com 0,4%. Os eleitores que demonstram intenção de votar nulo ou em branco somam 17,4% e 13,9% não sabem e não responderam. A margem de erro da pesquisa é de 3,5%.

Caso aconteça um segundo turno entre os candidatos Capitão Nelson e Dejorge Patricio (Republicano), 39,8 % dos eleitores votariam no candidato do Avante. Enquanto 34,3% votariam no Dejorge.

Se as opções para o segundo turno forem Capitão Nelson e Dimas Gadelha, a diferença é ainda maior. 42,6% dos eleitores confiariam seu voto ao Capitão. E 33,5% votariam no candidato petista.

Se o segundo turno acontecer entre Dejorge Patrício e Dimas Gadelha, 40% do povo gonçalense escolherá entregar o comando do município para o candidato do partido Republicano, contra os 33,3% de votos do Dimas.

Aos 800 eleitores que participaram da pesquisa, também foi perguntado quem eles acham que vencerá a eleição independente do seu voto. Novamente Capitão Nelson ficou em primeiro lugar com 30,5% dos votos. Seguido de Dejorge Patrício com 23,8% e Dimas Gadelha com 9,4%.

Quando o assunto é rejeição, o atual prefeito, José Luiz Nanci, aparece em primeiro lugar com 40,4 % dos eleitores dizendo que não votariam nele para prefeito do município.

A pesquisa foi contratada à firma LM Fagundes Furtado/Izipag, pelo diretório regional do Partido Liberal.

Lembrando que em uma outra pesquisa divulgada na última quinta-feira (5), a gestão atual foi avaliada como ruim/péssima por 72% dos eleitores ouvidos.

Saúde foi considerado o maior problema de São Gonçalo por 67% dos entrevistados. Seguido de Segurança Pública que foi apontado por 44% dos eleitores como um dos maiores problemas da cidade. Educação e corrupção foram citados por 35% e 20% respectivamente.

Até segunda-feira (09), 796 gonçalenses já morreram vítimas de coronavírus e 14,896 moradores foram infectados com a doença, conforme boletim da Secretaria Estadual de Saúde divulgado na última segunda-feira (9).

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral sob o número RJ-09545/2020.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete − quinze =