Candidatos de São Gonçalo se dividem entre encontros e interação nas redes sociais

Segundo maior colégio eleitoral do estado do Rio de Janeiro, São Gonçalo tem nove candidatos a prefeito percorrendo diariamente a cidade em busca de voto. E, em tempos de potencialização das redes sociais em função do isolamento domiciliar, as campanhas políticas neste ano ganham uma especial característica adquirida com a intensificação do corpo a corpo virtual.

É o caso de Dayse Oliveira (PSTU), a única prefeitável feminina da cidade, cuja maioria das atividades vem sendo on-line devido à pandemia ainda existente. Na quarta-feira (7), por exemplo, ela interagiu com os internautas, respondendo a perguntas e expondo pontos de seu programa e governo, e depois ainda participou de uma plenária virtual do coletivo Reviravolta da Educação, onde reafirmou seu compromisso de lutar contra a retomada das aulas presenciais enquanto o coronavírus ainda estiver à solta.

“Reabrir escolas na pandemia é aumentar a circulação do vírus. Quem defende isso quer jogar a classe trabalhadora no abatedouro. Não estão nem aí para nossa saúde e nem para a educação. Só estão preocupados com o lucro dos patrões. São Gonçalo possui 106 escolas, 3.973 professores e 44.389 alunos, segundo o Conselho Municipal de Educação. Há mais de 200 salas de aulas sem professor. Existe uma aceleração do processo de privatização da educação com o fechamento de turmas, turnos e escolas. A matrícula on-line facilita muito esse processo, uma vez que cerca de 50% da população não tem acesso a computadores e internet. Tem que se oferecer matrícula no balcão, realizada pela própria Secretaria escolar. Fechar escola é crime!”, disparou a candidata, que é historiadora e professora da rede estadual de ensino.

Dayse Oliveira

Já Isaac Ricalde (PcdoB), que vinha participando de reuniões com grupos em bairros diversos, esteve com sua vice Ana Cardinal, do mesmo partido, na Feira da Venda da Cruz. A visita teve o objetivo de panfletar e interagir com os moradores e comerciantes locais. Isaac tem 35 anos e é servidor público municipal desde 2011. Começou sua militância no movimento estudantil, presidindo o Grêmio do Colégio Estadual Santos Dias, na Covanca, e em seguida a União da Juventude Socialista. Foi membro de vários conselhos municipais, como o de Cultura. Em 2019, participou da fundação do Fórum dos Movimentos Sociais de São Gonçalo. Ana tem 45 anos, é professora de História e começou a sua militância no Movimento de Educação Popular Rede Emancipa São Gonçalo, no qual atua como coordenadora e professora.

Por sua vez, o candidato a prefeito da coligação “São Gonçalo pode mais”, Dimas Gadelha (PT), que tem preferido carreatas em vez de passeatas como forma de manter o distanciamento social, reuniu-se nesta quarta-feira com a coordenação de campanha para traçar as estratégias da equipe nos próximos dias da campanha.

“Temos 13 metas de gestão que registramos em cartório como formalização do compromisso com a população. Isso é inovador em São Gonçalo e as pessoas poderão nos cobrar. Precisamos de uma gestão comprometida, proativa e determinada a reconstruir nossa cidade”, declarou ele, que é médico e tem curso de especialização de Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas.

José Luiz Nanci

Avançar com as obras de pavimentação e drenagem e continuar revitalizando os pontos de iluminação pública foram os temas levados pelo prefeito e candidato à reeleição José Luiz Nanci (partido Cidadania) aos moradores, comerciantes e pescadores do bairro do Porto Velho.

“Apesar dos muitos problemas que encontramos quando assumimos a Prefeitura, conseguimos executar mais de 40 quilômetros de pavimentação em asfalto e outros 60 quilômetros em concreto, Nossa maior dificuldade foi encontrar empresas que quisessem vender asfalto e cimento para o município, pois as dívidas com elas eram enormes. Mas mudamos este quadro colocando as finanças em dia”, contou. O candidato da Coligação “Melhor o certo do que o duvidoso” também visitou a Colônia de Pescadores da região.

Capitão Nelson

Capitão Nelson (Avante) gravou no bairro do Rocha o seu programa para o horário político na TV e à noite apresentou suas propostas aos moradores da Rua Anfilófio Silveira Lessa, no bairro do Colubandê. “Nós não vamos descansar enquanto não convencermos os eleitores de nossa cidade que nosso planejamento para a cidade é o melhor entre todos os candidatos. Não estamos preocupados com mudanças simples, feitas por muitos, que são apenas maquiagens. Queremos promover reformas estruturadoras, para que possamos pensar, finalmente, nossa cidade a longo prazo”, assegurou.

Enquanto o ex-deputado estadual e vereador licenciado cumpria com sua agenda, o vice na chapa, Sergio Gevu, percorreu as ruas do bairro Itaúna acompanhado de apoiadores e integrantes da equipe e com apoio de carro de som, estendendo-se até a praça da Trindade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três + dezoito =