Campista vindo da Índia, testa positivo e volta para isolamento no Rio

A amostra coletada do trabalhador vindo da Índia que testou positivo para Covid-19, será enviada para o laboratório de vírus respiratório da Fiocruz para realização do sequenciamento. A Secretaria Municipal de Saúde informou nesta segunda-feira que aguarda o resultado para saber se o vírus se trata da nova cepa que surgiu na Índia.

A pedido da empresa para a qual ele presta serviços, o homem foi para um hotel no Rio de Janeiro nesta segunda-feira (24), onde permanecerá em isolamento. Os outros dois funcionários que chegaram da Índia com ele, testaram negativo para a doença. Eles estão sendo monitorados pela equipe do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs/Campos) e ficarão em isolamento domiciliar nos próximos sete dias.

“Vamos continuar monitorando de forma remota os três trabalhadores. Uma equipe da subsecretaria irá ao hotel onde ele ficou e fará uma vistoria”, afirmou o subsecretário, Charbell Kury.

O CIEVS/Campos foi informado que um trabalhador campista havia testado positivo para a Covid-19 após chegar da Índia após desembarcar no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O município foi informado que o passageiro estava se deslocando para Campos em carro fretado pela empresa, apresentando cefaleia e rouquidão.

“Assim que fomos notificados passamos a monitorar o trabalhador até a sua chegada na cidade na noite deste domingo e retorno para o Rio de Janeiro. Fomos informados pelo Cievs/ RJ que Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) irá monitorar os passageiros que estavam no avião que o trabalhador usou para se deslocar entre São Paulo e Rio de Janeiro”, relatou Andreya Moreira, responsável técnica do Cievs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × cinco =