Campanha em SG tem gravações de programas e reuniões estratégicas

Na quarta-feira (30) os candidatos a prefeito de São Gonçalo deram continuidade às agendas de campanha. O prefeito José Luiz Nanci gravou seu programa eleitoral para rádio e TV de manhã, abordando novamente os investimentos que fez na área da Saúde em sua gestão, à tarde despachou na Prefeitura e à noite participou de duas reuniões políticas.

Na gravação, ele destacou a mudança do Espaço Rosa para uma sede própria, a criação do Centro de Castração e do Espaço Avançado do Idoso, a ampliação do serviço de fisioterapia e do programa “Saúde na Hora”, que garante horário estendido em 16 unidades de saúde até 22 horas, entre outros feitos. “Com transparência e responsabilidade, enfrentamos o coronavírus abrindo três unidades de saúde equipadas com CTIs, monitores e respiradores”, garantiu ele, que contabiliza 100 mil testes rápidos de covid-19 nos últimos três meses.

Já a candidata à Prefeitura pelo PSTU, Dayse Oliveira, interagiu com o eleitorado nas redes sociais, onde divulgou materiais de campanha e respondeu perguntas de internautas. À tarde, compartilhou seus projetos com a vizinhança do bairro onde mora, o Porto Velho.

Dayse Oliveira

Capitão Nelson (Avante) se reuniu com a equipe e deu sequência ao planejamento estratégico de campanha na sede de seu partido, no Centro. No início da noite, foi ao encontro de apoiadores do partido e moradores do bairro do Galo Branco, em evento na Rua Guilherme dos Santos Andrade, seguindo depois para o bairro do Engenho Pequeno, para um corpo a corpo com moradores da Rua Expedicionário José Fernandes.

Capitão Nelson

Acompanhado do vice Marlos Costa (PDT), o prefeitável Dimas Gadelha (PT) passou o dia gravando em estúdio seu programa eleitoral. O tema escolhido pela dupla foi a realização de consórcios intermunicipais para tratar de questões que envolvam Maricá, Niterói e São Gonçalo. “É fundamental a gente discutir ações em conjunto com as cidades limítrofes. Nossos vizinhos sabem da importância de realizarmos um planejamento em comum. Podemos criar consórcios para estabelecer parcerias nas áreas de saúde, saneamento básico, mobilidade urbana e desenvolvimento econômico, entre outras”, explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − 3 =