Câmara recebe “megapedido” de impeachment de Jair Bolsonaro

Um “megapedido” de impeachment do presidente Jair Bolsonaro foi entregue, nesta quarta-feira (30), na Câmara dos Deputados, em Brasília. Assinam o pedido diferentes partidos políticos, parlamentares, movimentos sociais e entidades da sociedade civil. Entre os signatários do pedido estão ex-aliados do presidente, como os deputados federais Alexandre Frota (PSDB-SP) e Joyce Hasselman (PSL-SP).

O texto foi elaborado por um grupo de juristas e atribui a Bolsonaro 23 crimes de responsabilidade. O pedido tem 46 signatários e consolida argumentos apresentados nos outros 123 pedidos de impeachment já apresentados à Câmara. O mais recente acusa Bolsonaro de cometer o crime de prevaricação no caso da suspeita de corrupção na compra da vacina indiana Covaxin.

Curiosamente, os demais partidos subscritores são considerados de esquerda, como o PT, PCdoB, PSB, PDT, PSOL, Cidadania, Rede, PCO, UP, PSTU e PCB. Esta é a segunda movimentação de políticos do Congresso denunciando Bolsonaro por prevaricação. Na segunda-feira, os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Jorge Kajuru (Podemos-GO) e Fabiano Contarato (Rede-ES) apresentaram ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia crime contra o presidente pelo mesmo motivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.