Câmara passa por cima do TCE e aprova contas de Helil

Wellington Serrano –

Câmara Municipal de Itaboraí aprovou as contas da Prefeitura de Itaboraí referentes ao ano de 2016, quando Helil Cardozo (PMDB) estava à frente da administração. O Tribunal de Contas do Estado (TCE) no entanto, já havia recomendado a não aprovação mesmo assim a prestação de contas do peemedebista passou pelo plenário em duas votação durante a reunião dos vereadores.

Apesar de terem entrado em tramitação com parecer favorável das comissões, as contas da administração de Helil passaram por discussão entre os vereadores, uma vez que a relatora do processo no TCE, a conselheira substituta Andrea Siqueira Martins, apresentou seis irregularidades para justificar seu parecer, aprovado por unanimidade: abertura de créditos adicionais de R$234.406.143,03, ultrapassando o limite estabelecido na Lei Orçamentária; o montante de R$1.693.538,45 de créditos adicionais aberto sem a respectiva fonte de recurso; déficits financeiros ao longo da gestão que, em 2016, término do mandato, chegaram a R$114.968.727,78; repasse ao Poder Legislativo abaixo do orçamento, descumprindo determinação constitucional; assunção de obrigação de despesa nos dois últimos quadrimestres do mandato que não possa ser cumprida; e cancelamento, sem justificativa, de restos a pagar processados no valor de R$ 5.628.084,87.

Procurado, Helil disse que não deve nada ao tribunal e que a aprovação foi uma resposta às criticas que recebeu em sua administração. “A Câmara me deu essa glória para mostrar ao tribunal de contas do estado que sou inocente das acusações que o órgão estadual faz contra mim”, disse. Segundo Helil, o TCE está sem credibilidade por tantos envolvimentos com Cabral. “O tribunal de contas não tem moral para reprovar as minhas contas”, desabafou.

Helil também critica que o próprio órgão fiscalizador teve a própria conta reprovada pela Alerj. “Uma cambada de vagabundos que estão lá. Daqui a pouco alguns indicados e nomeados do tribunal vão estar na delação do ex-governador Cabral e é aí que quero ver quando eles perderem a teta”, esbravejou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezenove + dezoito =