Câmara: manifestantes protestam contra aumento de salário do 1º escalão

Um grupo com cerca de 50 pessoas faz, nesse momento, uma manifestação na frente da Câmara dos Vereadores de Niterói, no Centro da cidade. A casa iniciou às 17h a segunda votação para decidir o aumento de salário do prefeito, vice e secretários.

O grupo segura cartazes com dizeres “Aumentam o salário em uma crise sanitária enquanto funcionários ficam sem receber!”.

Na tarde da última terça-feira (29), o projeto 269/20, de autoria do, até então vereador, Paulo Bagueira, foi aprovado em primeira votação, por nove votos a quatro. O projeto prevê o reajuste dos salários do novo prefeito e vice-prefeito, em 10%, além de 34% de aumento para os secretários.

Com isso o novo prefeito Axel Grael, receberá o salário bruto de R$ 32.469,20 e o vice-prefeito, Paulo Bagueira, receberá R$ 28.549,12. O salário dos secretários será de R$ 16.542,15 caso seja aprovada a Lei.

Enquanto a votação era acompanhada por centenas de pessoas, do lado de fora da câmara manifestantes com faixas e cartazes demonstravam indignação pelo PL.

Vereadores que votaram a favor do aumento na primeira sessão:

Andrigo (PDT) – reeleito, Leandro Portugal (PV) – reeleito, Rodrigo Farah (MDB) – reeleito, Dr. Emanuel Rocha (Solidariedade) – reeleito, Beto da Pipa (PL) – reeleito, Renatinho da Oficina (PTB) – não reeleito, Ricardo Evangelista (PRB) – não reeleito,

João Gustavo (PHS) – não reeleito, Carlos Macedo (Patriota) – não reeleito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 5 =