Câmara discute Pacto Niterói Contra a Violência

Em sua primeira sessão no novo horário regimental de 9h às 12 horas, a Câmara de Vereadores de Niterói aprovou, em primeira discussão e sem prejuízo de emendas, duas mensagens executivas encaminhadas pelo Prefeito Rodrigo Neves (PDT), que fazem parte do Pacto Niterói Contra a Violência, lançado no mês passado. A primeira mensagem, de número 17, recebeu 11 votos favoráveis e uma abstenção da vereadora Talíria Petroni (Psol). O vereador Paulo Eduardo Gomes (Psol) se recusou a votar. Nela, a prefeitura torna obrigatória a inserção do número do Disque Denúncia em diferentes meios e locais, como taxis, ônibus, bares e restaurantes. A mensagem será discutida e votada em outra sessão para em seguida ser sancionada pelo prefeito.

Em outra votação, os vereadores aprovaram, por unanimidade, a mensagem executiva 19, que cria o Sistema Municipal de Gestão Integrada de Segurança Pública e que reorganiza o Gabinete Integrado de Segurança e o Observatório Municipal, fazendo com que o município se adeque à Lei Federal 13.675 que criou o Sistema Único de Segurança Pública. O projeto também será votado em segunda discussão e poderá receber emendas dos vereadores.

Ainda tramitam nas comissões da Câmara, outras duas mensagens executivas que fazem parte do Pacto Niterói Contra a Violência. As duas se referem à criação e regulamentação da proposta de o município premiar as apreensões de armas de fogo que forem feitas na cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte + um =