Câmara aprova PEC dos precatórios em 2º turno

A PEC dos Precatórios permite ao governo driblar o teto de gastos e abre espaço para novas despesas de R$ 91,6 bi em 2022. Parte desse dinheiro será usada para pagar R$ 400 no Auxílio Brasil.

PT, MDB, PSB, PDT, Podemos, PCdoB, Psol, Novo e Cidadania foram contra o texto. O PDT mudou de postura: no primeiro turno orientou a favor da PEC e foi seguido por 15 de seus deputados. No segundo turno, orientou seus deputados a rejeitarem o texto.

O projeto revisa o teto de gastos, âncora fiscal que impede o crescimento das despesas acima da inflação, e muda o pagamento das condenações judiciais da União, liberando R$ 91,6 bilhões do orçamento do ano eleitoral.

Agora, os parlamentares analisam destaques ao texto, que podem ainda modificar o mérito da proposição. Depois, a PEC seguirá para o Senado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 − 9 =