Cafifas deixam mais de 210 mil sem luz no estado

A Enel fez um levantamento que revelou que, de janeiro a maio, mais de 210 mil clientes ficaram sem energia por causa de cafifas (pipas) que atingiram a rede elétrica da área de concessão da companhia. As regiões que lideram o ranking com o maior número de incidências são Região dos Lagos, Magé e Campos, seguidos por São Gonçalo, Macaé, Região Serrana, Niterói e Região Sul.

Na Região dos Lagos, foram identificados 97.075 clientes impactados entre janeiro e maio de 2022. Em Magé, foram 33.918 e em Campos 18.812 clientes. São Gonçalo, nesse mesmo período, teve 27.324 clientes impactados, enquanto Macaé computa 13.969 e Região Serrana 11.287. Por fim, Niterói registrou 5.301 clientes impactados e a região Sul 2.921.

A interrupção do fornecimento de energia causada por pipas pode ocorrer por diversas razões. Além do risco de rompimento dos cabos, as linhas que ficam enroscadas na rede elétrica provocam desgaste na fiação, podendo ocasionar curtos-circuitos e risco de choque elétrico. Nesses casos, equipes da distribuidora são mobilizadas imediatamente para realizar os reparos necessários e substituir a fiação, a fim de restabelecer o serviço o mais breve possível.

“As interrupções de energia, mesmo que de curta duração, geram grandes transtornos aos clientes, impactando a atividade comercial e o dia a dia das pessoas. Neste sentido, é importante reforçar os riscos de se empinar pipa próximo da rede elétricas e a necessidade de os pais orientarem as crianças e os adolescentes sobre os cuidados necessários”, afirma o responsável por Operação e Manutenção da Enel Distribuição Rio, Thiago Martins de Morais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.