Caçada aos assassinos de sargento PM morto na BR-101

Parte da Rodovia Niterói-Manilha, na altura de Itaúna, em São Gonçalo, e comunidades do Complexo Salgueiro estão sendo alvo de uma grande operação, desde a madrugada dessa quinta-feira (8), que teve como principal objetivo, identificar, localizar e prender os envolvidos no ataque a tiros que resultou na morte do sargento PM Carlos Otávio Marques, de 46 anos, no fim da tarde de quarta-feira (7). O militar era lotado no Batalhão de Rondas Especiais e Controle de Multidões (Recom), e foi baleado quando estava baseado nas imediações do Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), às margens da BR-101, em Itaúna, e próximo do Recanto das Acácias. Ele chegou a ser socorrido por colegas e levado para o Hospital Estadual Alberto Torres (Heat), no Colubandê, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

Dezenas de policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope), do Batalhão de Choque (BPChq), e do próprio Recom vasculharam região à procura dos criminosos, com apoio de veículos blindados. A operação policial e a remoção de barricadas erguidas pelo tráfico, segundo informes levou ao fechamento da Estrada das Palmeiras, o que restringiu a circulação de linhas regulares de ônibus. Muitos moradores da região tiveram que enfrentar longas caminhadas para poder embarcar num coletivo para seguir em direção ao trabalho e/ou escola. O Portal Procurados, do Disque Denúncia, solicita informações que possam ajudar a polícia a localizar e prender os assassinos do militar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × dois =