Buracos começam a ser tampados em SG depois de suspensão das provas de autoescola

Após a proibição do Departamento de Trânsito do Estado do Rio de Janeiro (Detran-RJ) para as provas práticas na área de São Gonçalo devido as péssimas condições no trajeto, as primeiras intervenções já começaram. A Cedae começou na última sexta-feira (23) a finalização de uma obra que foi feita desde ano passado para novas ligações de água e esgoto. Enquanto as intervenções não acabam os alunos que estavam marcados para os exames dos próximos dias 28 e 30 serão remarcados, automaticamente, para a área de prova de Itaboraí. De acordo com informações do órgão são cerca de 120 alunos reagendados e ainda não se sabe como ficará a situação dos candidatos das próximas provas.

O instrutor da Autoescola Estrela, no Coelho, Eraldo Castro contou que a as péssimas condições das ruas de treino e prova atrapalham muito o aprendizado e o resultado final dos candidatos.

“A rua estava toda esburacada e com desníveis e quando estamos formando os futuros condutores a gente lida com o nervosismo, ansiedade e medo da reprovação. Essas questões interferem no resultado final. Em alguns trechos os candidatos tinham que desviar dos desníveis. Também quando estavam fazendo as provas outros motoristas passam pela rua, e acabam jogando o carro em cima deles. Isso desestabiliza, então lutamos muito e mandamos muitos ofícios para pedir ajuda do poder público”, explicou.

O engenheiro civil da Cedae, Piero Cabral, explicou que as obras começaram há muitos meses e o fechamento dos locais que foram abertos estavam pendentes.

“Recebemos os pedidos para a finalização da obra mas a questão foi mais burocrática. Conseguimos fazer o fechamento e montamos uma espécie de mutirão com cerca de 13 funcionários para encerrar essa etapa”, contou. O futuro condutor Victor Hugo, 20 anos, esteve na manhã de ontem treinando no local e contou que as condições da via prejudicam muito a aprendizagem.

No anúncio da transferência dos exames práticos o Detran informou que a medida é temporária até que os órgãos competentes refaçam a pavimentação dessas vias. O Detran está providenciando o reagendamento automático para os candidatos. Mas adianta que ele não é obrigatório. Os alunos que quiserem poderão aguardar – desde que observando o prazo de vencimento do processo. Basta informar ao Centro de Formação de Condutores (CFCs ou autoescolas, como são comumente conhecidos) onde estão matriculados e o CFC (autoescola) providenciará novo agendamento junto ao Detran. Questionado novamente sobre a medida o departamento informou que aguarda o término das intervenções da Cedae e da prefeitura de São Gonçalo. Quando concluídas, técnicos do departamento realizarão uma vistoria para saber se a área está apta a receber novamente os exames de direção. A previsão é de que até o fim da próxima semana as provas práticas voltem a ser realizadas no local.

Já a Cedae divulgou em nota que realizou obra de instalação de rede de distribuição de água nas Ruas Magalhães Bastos e Guaporé e está fazendo a recomposição asfáltica nas vias, com previsão de conclusão nesta segunda-feira (26). E a Prefeitura de São Gonçalo confirmou que, após vistoria, a equipe da secretaria municipal de Desenvolvimento Urbano verificou que a obra é de responsabilidade da Cedae. A administração municipal acrescentou que iria realizar a limpeza e poda de árvores no local na própria sexta (23).

QUEDA NOS LICENCIAMENTOS
De acordo com o Detran, o número de licenciamentos caiu nos municípios da Região Metropolitana, como Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá. De janeiro a julho de 2018, em Niterói, foram emitidos 125.379 contra 72.265 no mesmo período de 2019. Em São Gonçalo, no primeiro semestre do ano passado foram 139.016 licenciamentos contra 80.967 nesse ano. No mesmo período de 2018 Itaboraí emitiu 32.973 e nesse ano foram apenas 20.536 e em Maricá a diferença foi de 28.569 em 2018 contra 18.710 nos primeiros seis meses de 2019.

O diretor financeiro da Associação dos Despachantes Documentalistas e Públicos do Rio de Janeiro (Adesdoc), Luís Maurício, acredita que essa queda na emissão dos documentos pode estar ligada a dificuldade de agendamento dos usuários. “Para enxugar os custos, o Detran enxugou demais. Hoje a pessoa só consegue agendar para a retirada do documento com 30 a 40 dias e no mesmo período do ano passado isso acontecia entre um ou dois dias”, pontuou.

RECICLAGEM PREVENTIVA
Quem é habilitado nas categorias C, D e E e tem entre 14 e 19 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) já pode fazer o curso online de Reciclagem Preventiva. A inscrição deve ser feita online no site do departamento (http://www.detran.rj.gov.br/_documento.asp?cod=10920) mas a matrícula deve ser feita na instituição escolhida, que também está com listagem autorizada disponível no site. Em todo o Rio de Janeiro são 476.927 condutores habilitados nas categorias e atualmente 3.574 estão nessa situação antes de atingir o 20º ponto. Segundo nota do Detran RJ o curso preventivo evita a instauração de processo de suspensão do direito de condução de veículos. “Disponibilizar o curso pela internet é um fator importante para os profissionais do volante, que podem fazê-lo de qualquer lugar do país. Queremos facilitar a vida dos trabalhadores do setor de transportes e preservar a renda de muitas famílias por meio da educação no trânsito”, explicou o presidente do Detran Luiz Carlos das Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =