Bruno Silva rejeita reclamação corintiana em lance de Jô

Na saída do campo, o volante Bruno Silva explicou a confusão em que se envolveu no final da partida. Em entrevista ao Sportv, o volante do Botafogo disse que foi cumprimentar os árbitros quando ouviu de alguns atletas corintianos que a vitória tinha sido roubada.

“Eu falei ‘Aceita perder’ e eles ficaram nervosinhos. Não foi pênalti. Foi uma vitória justa porque a gente jogou para caramba. Não foi roubado, não”, afirmou.
Bruno Silva também se referiu aos acontecimentos da semana passada quando alguns torcedores o acusaram de não se dedicar aos treinamentos. O jogador disse que sempre procura fazer o melhor em campo.

“Mesmo que uma minoria não concorde, eu sempre faço tudo para ajudar o Botafogo”, prosseguiu.

O jogador alvinegro disse que o Botafogo entrou pressionado pelos últimos resultados e sempre que o time é testado, reage de forma positiva. “Quando entramos tranquilos, deixamos a desejar. Foi uma vitória justa”.

Bruno Silva também comentou o noticiário sobre a possível transferência para o Cruzeiro. O volante disse que sua cabeça está no Botafogo e que não chegou a saber de nenhuma proposta, mas que se sente gratificado por despertar a atenção de um clube como o Cruzeiro. “Não sou nenhum craque, mas faço valer a pena”.

Defesa de Rabello

Em relação ao suposto pênalti reclamado pelo Corínthians, o zagueiro Igor Rabello, envolvido no lance com o atacante Jô, negou que tivesse cometido a falta.

“Dei o carrinho no chão, ele se jogou para cavar o pênalti, ficou claro”, disse.

Para o volante Rodrigo Lindoso, o Botafogo teve uma atuação segura e mereceu amplamente o resultado, enquanto Marcos Vinicius afirmou que que a equipe de General Severiano jogou como deveria sempre atuar nas partidas dentro de casa. Para o jogador, o time teve iniciativa e ditou o ritmo da partida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 12 =