Briga judicial por terreno teria motivado ex-policial a matar homem em Niterói

Vítor d’Avila

Uma briga judicial por conta de um terreno teria sido a motivação para que um ex-policial militar matasse um homem, na noite de terça-feira (9), no bairro da Ilha da Conceição, Região Central de Niterói. A investigação já iniciou na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá (DHNSG).

Segundo fontes ligadas à investigação, autor e vítima travavam uma briga judicial que se arrastava há algum tempo. Familiares da vítima teriam afirmado que o pai do ex-policial era o proprietário original e teria vendido o terreno para a vítima, negociação contestada pelo filho.

O ex-militar, então, teria levado o caso para a esfera judicial. Entretanto, acabou perdendo a ação que moveu contra a vítima. Após a derrota, o autor teria ido à Ilha da Conceição, em frente à casa da vítima, onde acabou cometendo o crime.

Ainda de acordo com a investigação, todas as informações, que foram colhidas com familiares, ainda serão confirmadas no decorrer do inquérito. O acusado, que está preso em flagrante, confessou ter cometido o crime.

O caso

O assassinato aconteceu na noite de terça-feira. A vítima foi identificada como José Pires Farias. O ex-PM, de 45 anos, não teve sua identidade revelada. O acusado tentou fugir da cena do crime, de carro, mas foi capturado pela PM na Zona Norte de Niterói.

Ele dirigia um Chevrolet Corsa quando foi encontrado por militares do 12º BPM (Niterói), com auxílio do Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) na Estrada Melchiades Peixoto, no bairro do Baldeador. Ele foi abordado e detido em flagrante pelos agentes, sendo conduzido, em seguida, para a DHNSG.

Câmeras do CISP flagraram fuga – Vídeo: Reprodução

A vítima chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital estadual Azevedo Lima (Heal), mas não resistiu. Segundo dados iniciais da perícia, feita pela Polícia Civil, ele foi vitimado por três tiros no tórax. Com o suspeito, foram apreendidos arma e munições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × um =