Bretas autoriza viagem de Temer para o Líbano

O presidente Jair Bolsonaro nomeou os integrantes da delegação que vai representar o governo brasileiro em missão especial a Beirute, entre essa hoje e sábado. O decreto presidencial com a nomeação foi publicado na segunda-feira (10), em edição extra do Diário Oficial da União, um decreto que designa os integrantes, que serão chefiados por Michel Temer. O ex-presidente foi autorizado pela Justiça Federal a viajar. A decisão da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, cujo titular é o juiz Marcelo Bretas, justificou que é a “natureza humanitária da missão oficial” para qual Temer foi designado. Ele é filho de libaneses.

Entre os integrantes da delegação estão também os senadores Nelson Trad Filho e Luiz Pastore, o secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Flávio Viana Rocha, e o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf.

Uma explosão no dia 4, na região portuária de Beirute, causada por problemas no armazenamento de cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amônio, substância usada na produção de explosivos e fertilizantes, causou pânico e destruição na capital libanesa e deixou mais de uma centena de mortos e milhares de feridos, muitos com queimaduras graves. O impacto da explosão foi sentido até no Chipre, a mais de 200 km da costa libanesa. Na segunda-feira, o primeiro-ministro do Líbano, Hassan Diab, anunciou a renúncia de seu governo em decorrência da tragédia.

Os 13 integrantes da comitiva são: Michel Temer, ex-presidente da República; Nelsinho Trad (PSD-MS), senador; Luiz Osvaldo Pastore (MDB-ES), senador; Flávio Augusto Viana Rocha, secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência da República; Kenneth Félix Haczynski da Nóbrega, secretário de Negociações Bilaterais no Oriente Médio, Europa e África do Ministério das Relações Exteriores; Carlos Augusto Fecury Sydrião Ferreira, representante do Exército Brasileiro; Paulo Antônio Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e de ascendência libanesa; Elson Mouco Junior, publicitário do MDB e ex-assessor de Temer; Michael Pereira Flores; Ronaldo da Silva Fernandes; Luciano Ferreira da Sousa; Sebastião Ruiz Silveira Junior, e Marcelo Ribeiro Haddad.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + nove =