Brasil Offshore: players Óleo e Gás fecham negócios com fornecedores regionais

Empresas do Brasil, Alemanha, Colômbia, Estados Unidos, Israel, Mônaco e Reino Unido estão participando da nona edição da Brasil Offshore, feira de Óleo e Gás que acontece até hoje em Macaé. Durante o segundo dia do evento, players do mercado internacional participaram da 9ª Rodada de Negócios e é realizada pela Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip), o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Estado do Rio de Janeiro (Sebrae/RJ) e da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) com o apoio da Reed Exhibition, organizadora da feira.

O encontro entre empresas-âncoras com pequenos e médios fornecedores regionais conta com a presença da Air Liquide, Alphatec, Baker Hughes, BW Offshore, Estaleiro Mauá, Forship, Huisman, NUCLEP, Petrobras UO-BC, Porto do Açu, Queiroz Galvão, Shell, Sotreq, Subsea7, TechnipFMC, Transpetro e Tridimensional. Em 2015, as 20 empresas âncoras e as 113 empresas fornecedoras propiciaram 445 encontros, resultando em R$ 222,5 milhões em expectativas de negócios durante os doze meses seguintes.

Durante o segundo dia da feira, também aconteceram palestras com expositores e entidades parceiras no Espaço do Conhecimento Offshore. O público-alvo são profissionais de toda a cadeia produtiva do setor petrolífero, com destaque para exploração de petróleo, serviços de engenharia, construção, logística e armazenamento de máquinas industriais e comerciais. Um dos encontros foi com Glauco Nader, diretor da Dinamus Consultoria, que falou sobre “Cenários e oportunidades no setor de Petróleo e Gás”.

“Quando a produção de petróleo voltar a crescer, o mercado ficará aquecido novamente. Nós passamos muitos anos só explorando os campos, sem descobrir novos poços. Os leilões de 2017 e 2018 devem atrair investimentos na ordem de R$ 200 bilhões nos próximos dez anos. Teremos 287 blocos disponíveis, quanto mais forem adquiridos, mais rápida será a retomada do mercado”, analisa Nader.

Licenciamento ambiental
O licenciamento ambiental é o processo no qual o órgão competente autoriza e acompanha a implantação e a operação de atividades, que utilizam recursos naturais ou que sejam consideradas efetivas ou potencialmente poluidoras. Para esclarecer as dúvidas mais frequentes sobre a questão, a Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade disponibilizou uma equipe no estande da Prefeitura de Macaé, durante a Feira Brasil Offshore 2017, de 14h às 21h.

De acordo com o secretário de Ambiente e Sustentabilidade, Gerson Martins, a proposta é mostrar o acesso ao Portal do Licenciamento. “Legislação, documentação e procedimentos estão sendo as informações mais solicitadas durante a Feira. A ideia é facilitar o acesso à informação. Porém, é importante lembrar que, para obter a licença, o requerente, pessoa física ou jurídica, deve obedecer às exigências e parâmetros estabelecidos”, explica.

Em 2016, o município de Macaé concedeu cerca de 100 licenças ambientais. Mais informações estão disponíveis no Portal do Licenciamento: http://www.macae.rj.gov.br/conteudo/leitura/titulo/portal-de-licenciamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − seis =