Botafogo se recupera e ganha do Sport na Ilha do Retiro

O Botafogo não se abateu com a derrota no clássico contra o Fluminense e venceu por 2 a 1 o Sport, nesta quarta-feira, na Ilha do Retiro. Com o resultado, os alvinegros chegaram a 51 pontos e seguem rumo a disputa de mais uma Libertadores. Já os pernambucanos, com 36, se complicam cada vez mais na briga para permanecer na Série A na próxima temporada.

O Botafogo começou a partida de forma implacável e abriu 2 a 0. No primeiro gol, Bruno Silva aproveitou falha de Magrão na saída de de bola. Depois, foi a vez de Marcos Vinícius balançar a rede. No restante do tempo, o Sport buscou o jogo, mas só marcou no fim, com André.

Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o Atlético-PR, neste sábado, no estádio Nilton Santos. Já o Sport volta a campo no domingo e fará duelo de desesperados contra o Atlético-GO, no Olímpico de Goiânia.

O jogo – O Sport começou buscando pressionar o Botafogo. Só que a primeira chance só aconteceu aos dez minutos. Primeiro, Rithely levou a melhor sobre a zaga alvinegra, cabeceou para o gol, mas viu Victor Luís salvar os cariocas. No rebote, foi a vez de Osvaldo finalizar para boa defesa de Gatito Fernández.

No entanto, quem abriu o placar foi o Botafogo, aos 14 minutos, em falha de Magrão. O goleiro recebeu recuo e errou ao tentar driblar Bruno Silva. O volante botafoguense ficou com a bola e tocou para a rede.

O revés foi sentido pelos donos da casa, que viram o Botafogo crescer e chegar ao segundo gol aos 18 minutos. Marcos Vinícius fez boa jogada individual e chutou da entrada da área, no canto direito de Magrão.

A torcida passou a vaiar a equipe do Sport e só acalmou quando o técnico Daniel Paulista tirou o volante Wesley para a entrada de Marquinhos. A substituição tornou os donos da casa mais ofensivos, mas quem quase marcou foi o Botafogo, aos 26 minutos. Após boa troca de passes no ataque, a bola chegou em Brenner na área. O atacante se livrou da marcação, mas chutou em cima de Magrão, que desta vez salvou os pernambucanos.

A partir dai, o jogo ficou movimentado, com as duas equipes em busca do ataque. O Sport conseguiu chegar com perigo aos 33 minutos. Após cruzamento na área, Rogério cabeceou próximo ao gol, mas pela linha de fundo. O lance animou os pernambucanos, que pressionaram na tentativa de diminuir a desvantagem. No entanto, o Botafogo se manteve bem na marcação e segurou o resultado até o intervalo.

No segundo tempo, o panorama da partida seguiu o mesmo. O Sport criou a primeira boa chance, aos cinco minutos. Samuel Xavier tentou o cruzamento e viu Gatito Fernández espalmar para o meio da área. Osvaldo ficou com a bola, mas chutou para fora. Os donos da casa aumentaram a pressão e tiveram nova chance aos nove. Marquinhos chutou já na área, mas Gatito Fernández salvou o Botafogo em defesa em dois tempos.

Depois disso, o Botafogo recuou e passou a explorar os contra-ataques, sem sucesso. O Sport tinha o domínio da posse de bola, mas sofria para criar boas jogadas. Com isso, o confronto ficou muito concentrado entre as intermediárias, sem chances de gol.

Na parte final, o Sport intensificou a pressão e conseguiu chegar ao gol aos 40 minutos, quando era mais criticado pelo torcida. Após bate e rebate na área, a bola chegou em André. O atacante dominou e tocou na saída de Gatito Fernández. No entanto, os pernambucanos não tiveram tempo para buscar o empate e tiveram que amargar a derrota na Ilha do Retiro.

FICHA TÉCNICA
SPORT 1 X 2 BOTAFOGO

Local: Ilha do Retiro, no Recife (PE)
Data: 8 de novembro de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Henriquez e Durval (Sport); Igor Rabello, João Paulo, Matheus Fernandes e Arnaldo (Botafogo)
GOLS
SPORT: André, aos 40min do segundo tempo
BOTAFOGO: Bruno Silva, aos 14min do primeiro tempo; Marcos Vinícius, aos 18min do primeiro tempo

SPORT: Magrão, Samuel Xavier (Thomás), Oswaldo Henriquez, Durval e Sander; Rithely, Wesley (Marquinhos) e Patrick; Rogério (Lenis), Osvaldo e André
Técnico: Daniel Paulista

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso (Matheus Fernandes), Bruno Silva, João Paulo (Gilson) e Marcos Vinícius; Rodrigo Pimpão e Brenner (Guilherme)
Técnico: Jair Ventura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *