Bolsonaro terá novo pedido de impeachment por interferência nas Forças Armadas

Parlamentares da oposição ao governo Jair Bolsonaro devem entrar com um novo pedido de impeachment contra o presidente, hoje (31), no Congresso Nacional. A justificativa para este novo pedido é a sua tentativa de interferir politicamente nas Forças Armadas para manipulá-las ao seu interesse político, o que foi classificado com um “ataque à democracia”.

As lideranças partidárias soltaram uma nota apontando um trecho da Lei de Impeachment que fala sobre os crimes de responsabilidade contra o livre exercício dos direitos políticos, individuais e sociais. “Servir-se das autoridades sob sua subordinação imediata para praticar abuso do poder, ou tolerar que essas autoridades o pratiquem sem repressão sua (…) incitar militares à desobediência à lei ou infração à disciplina”, afirma trecho.

O novo pedido de impeachment será protocolado na Câmara dos Deputados amanhã (31) pela manhã. Entre as lideranças que vão entregar o pedido estão Paul Prates (PT-RN), Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Marcelo Freixo (Psol-RJ), Alessandro Molon (PSB-RJ) e Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 8 =